Sem categoria

Rodoviários fazem assembleia geral na próxima para decidir sobre greve

A assembleia geral ocorrerá na terça-feira - foto: divulgação

A assembleia geral ocorrerá na terça-feira – foto: divulgação

Insatisfeito com o descumprimento do acordo coletivo sobre os reajustes, anunciado no mês passado pelo prefeito Arthur Neto, rodoviários de Manaus programam para a próxima terça-feira (30), uma assembleia geral, onde será discutido a Participação de Lucros e Resultados (PLR) e a aprovação de uma greve prevista para ser deflagrada nos próximos dias sem aviso prévio.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Manaus, a categoria não está satisfeita com o pagamento da cesta básica.  A entidade ressalta que, durante o anúncio do pacote de reajuste, ficou firmado que os rodoviários receberiam o pagamento do beneficio no quinto dia útil de cada mês.

Além dessa questão, o não repasse do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o pagamento da PLR seriam um dos motivos pelo qual a classe foi convocada para decidir se irá ou não paralisar as atividades do transporte coletivo nos próximos dias.

“Não estão cumprindo o que foi firmado no início do mês de maio. Os rodoviários não aceitam que o pagamento da cesta básica seja feito toda semana. Eles querem que o repasse seja feito sempre no início do mês, como já acontecia antes. Além disso, algumas empresas estão deixando de pagar o FGTS dos funcionários, o que tem deixado os trabalhadores revoltados. Na terça, vamos decidir a paralisação do serviço, caso seja aprovado não vamos anunciar o dia para que a Justiça não emita uma liminar suspendendo a greve”, disse o sindicato.

Segundo a entidade, foi aprovado um pacote de reajuste que determinava um aumento de 15% para refeição, 8% para salários, 30% para vale-lanche e 8% para cesta básica, ou seja, para motorista, o salário aumentou para R$ 2.093,98, para cobrador o novo salário é de R$1.046,98, e para administrador de linha R$ 2.293,54. Além disso, ficou acordado que a classe receberá ticket alimentação de R$ 12,50, vale-lanche R$ 6,50 e cesta básica de R$210,60.

O sindicato destaca que a assembleia geral prevista para a próxima terça-feira terá a primeira convocação para as 9h e a segunda para as 9h30. Já no período da tarde a previsão para a primeira convocação é às 14h e a segunda chamada às 14h30.

Por Gerson Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir