Mundo

Rivais, Arábia Saudita e Israel se unem contra acordo nuclear com Irã

Rivais, os vizinhos Arábia Saudita e Israel devem se unir nas críticas contra o acordo histórico entre o Irã e potências mundiais, que visa limitar o programa nuclear da República Islâmica.

Sob o acordo, sanções impostas pelos EUA, pela União Europeia e pelas Nações Unidas serão suspensas em troca de o Irã limitar a longo prazo o seu programa nuclear para que não tenha capacidade de construir uma bomba atômica.

A Arábia Saudita, cuja população segue majoritariamente o ramo sunita do islamismo, teme que o acordo aumente a influência regional de seu rival Irã, xiita.

“Como vizinhos do Irã, nós aprendemos nos últimos 40 anos que a boa vontade nos levou apenas a colher uvas amargas”, disse à agência de notícias Reuters uma autoridade saudita que pediu anonimato. O país não se pronunciou publicamente sobre o acordo nuclear anunciado nesta terça-feira (14).

As tensões entre a Arábia Saudita e o Irã ganham expressão no conflito no Iêmen, onde os rebeldes xiitas Houthi, apoiados pelo Irã, iniciaram uma campanha contra o governo. Em resposta, a Arábia Saudita iniciou uma intervenção militar bombardeando posições dos rebeldes.

Por sua vez, Israel disse que o acordo é um “erro histórico” e que não impedirá o Irã de desenvolver uma bomba nuclear, o que representaria uma ameaça a sua segurança.

“O Irã receberá um caminho direto à armas nucleares. Muitas das restrições que deveriam impedir que isso acontecesse serão derrubadas”, disse o premiê israelense, Binyamin Netanyahu.

Israel acusa o Irã de apoiar grupos inimigos do Estado judeu, como o Hizbullah no Líbano e o Hamas nos territórios palestinos.

Após 20 meses de difíceis negociações, representantes do Irã e do grupo chamado G+1 (Estados Unidos, Rússia, China, Reino Unido, mais Alemanha) chegaram a um acordo definitivo que pode ajudar a reformular a tortuosa relação do Irã com o Ocidente.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir