Esportes

Representantes de Guerrero rebatem diretoria do Corinthians

Os representantes do atacante Guerrero, 31, rebateram o gerente de futebol do Corinthians, Edu Gaspar, e afirmaram nesta quinta-feira (28) através de uma nota que o jogador deixou o clube antes do término de seu contrato após um acordo com a diretoria corintiana.

De acordo com os representantes, a decisão “foi bilateral e serviu para aliviar as finanças do clube”.

Na quarta-feira (27), o gerente de futebol da equipe alvinegra, Edu Gaspar, apresentou outra versão para a saída do peruano. De acordo com Gaspar, o agente do jogador entrou em contato com o presidente [Roberto de Andrade] e pediu que o clube liberasse o atacante antes do término do seu contrato.

“Nos surpreende as recentes declarações, que colocam única e exclusivamente na conta do jogador a responsabilidade pela decisão. Mesmo cientes de que, infelizmente, é da natureza do ser humano, no futebol e na vida, o hábito de transferir a culpa, não podemos nos furtar de colocar a verdade”, diz trecho da nota.

“Diante do cenário, clube, empresa e jogador, decidiram em comum acordo pelo fim do ciclo. Entendeu-se por todos que a saída de Guerrero era o melhor para as partes. Para quem não pode pagar e para quem precisa receber”.

Na nota, os representantes do atacante afirmaram que Guerrero atuou nos últimos meses com os “salários atrasados e esperou pelo renovação que não vinha, inclusive, “abriu mão de melhores ofertas”.

Autor do gol do título do Mundial de Clubes, Guerrero tinha vínculo até o dia 15 de julho.

Ele negocia sua transferência para o Flamengo, que ofereceu mais do que o Corinthians por um contrato de quatro anos. O valor não chega aos R$ 20 milhões de luvas (para assinar o contrato) que Guerrero queria, e parte seria diluída nos salários, que chegariam a R$ 500 mil, mas é mais do que o Corinthians podia pagar.

Ele atuou pela última vez com a camisa corintiana no domingo, quando perdeu um gol feito no empate contra o Fluminense por 0 a 0.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir