Política

Renan adia encontro com Dilma para ir ao Rio com Temer

Cada vez mais próximos, o presidente interino, Michel Temer, convidou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para ir com ele ao Rio de Janeiro nesta quinta (18) para um balanço da realização da Olimpíada, que chega ao fim neste domingo (21). Esta é a primeira vez que os dois viajam juntos para uma agenda oficial desde que Temer assumiu o comando do país.

Como a viagem estava inicialmente prevista para acontecer na sexta (19), Renan havia aceitado um convite da presidente afastada, Dilma Rousseff, para se reunir com ela na tarde de hoje. Com a mudança de calendário, Renan adiou o encontro com a antiga aliada para amanhã.

De acordo com a agenda oficial de Temer, ele se reunirá com ministros no Parque Olímpico nesta tarde. Renan o acompanhará. Eles também devem se encontrar com integrantes do COI (Comitê Olímpico Internacional) e demais responsáveis pela organização e segurança do evento.

Históricos desafetos, a reaproximação entre os dois peemedebistas começou logo após o afastamento da presidente Dilma Rousseff, em maio. Desde então, o peemedebista tem participado de reuniões no Palácio do Planalto e tem ajudado na articulação no Congresso para a aprovação de propostas de interesse do governo.

Até então, Renan era tido como um fiel aliado de Dilma Rousseff, tanto que, antes da deflagração do processo de impeachment, era visto como a última “boia de salvação” da petista.

Com o cenário praticamente certo para a saída definitiva de Dilma do cargo de presidente, Renan passou a defender publicamente o governo interino como única forma de o país sair da crise política e econômica.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir