Mundo

Reino Unido garante bolsas de estudo mesmo com saída da União Europeia

Mesmo com a saída definitiva do Reino Unido da União Europeia eminente para os próximos anos, estudantes do bloco podem ficar tranquilos se quiserem frequentar universidades britânicas com as mesmas vantagens dos últimos anos ou concorrer a bolsas de estudo e outros incentivos dessas instituições, ao menos por enquanto. As informações são da Agência Ansa.

O governo britânico anunciou nesta terça-feira (11) que no ano acadêmico de 2017-2018 e em toda duração dos cursos que já começaram ou que começarão no próximo ano os alunos da UE terão os mesmos benefícios que tinham antes da votação do referendo que definiu pela saída da Grã Bretanha do bloco e que ficou conhecida como Brexit, da junção das palavras exit (saída em inglês) com Britain.

O ministro para as Universidades e Ciência, Jo Johnson, disse que sabe que “o referendo trouxe com ele algumas incertezas para o nosso setor de educação superior” e reconheceu que da sua parte “os estudantes internacionais fornecem uma importante contribuição” ao sistema universitário britânico e que isso deve “continuar dessa maneira” no futuro.

Além do Reino Unido, a notícia também foi divulgada em um comunicado da embaixada britânica em Roma, após polêmicas dos últimos meses sobre a possibilidade de que o Brexit colocasse em risco as bolsas para os alunos da UE.

“Tal decisão permitirá que as universidades tenham a certeza dos fundos a sua disposição, além de garantir aos futuros alunos interessados em estudar em uma das universidades britânicas que os termos e condições de eventuais subsídios não mudarão em caso da saída [definitiva] do Reino Unido da União Europeia. A mesma garantia será dada aos estudantes dos cursos de mestrado e pós-graduação”, explica a nota.

Por Agência Ansa

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir