Mundo

Rei da Jordânia alerta Israel após segundo dia de violência

O aumento da violência pelo segundo dia consecutivo na Esplanada das Mesquitas (ou Monte do Templo, para os judeus) e em suas imediações, em Jerusalém Oriental, pôs em estado de alerta a Jordânia e os EUA e fez com que Israel convocasse uma reunião de emergência para terça (15).

Na manhã desta segunda (14), como no domingo (13), policiais israelenses entraram na mesquita Al Aqsa, no centro da esplanada, para impedir jovens muçulmanos de assediar judeus que visitavam o local em comemoração ao Ano-Novo judaico (Rosh Hashanah), que teve início no domingo e terminará nesta terça (15).

De acordo com as regras que regem o acesso a Al Aqsa, os judeus são autorizados a entrar no complexo, mas não podem rezar ali.

Há relatos de que a polícia usou bombas de gás lacrimogêneo e de efeito moral e balas de borracha contra muçulmanos.

Em comunicado, o rei jordaniano Abdullah 2º expressou preocupação. A Jordânia administra a Esplanada.

“Recebemos garantias do governo israelense de que isso não aconteceria. Infelizmente, são garantias que ouvimos no passado”, disse o rei. “Caso haja mais provocações em Jerusalém, a relação entre Israel e Jordânia será afetada; e a Jordânia não teria alternativa a não ser agir, infelizmente.”

A polícia israelense diz que, no entanto, se limitou a fechar as portas da mesquita, para evitar que jovens lançassem pedras contra visitantes judeus de seu interior.

Os EUA também condenaram os atos de violência no local e pediram que Israel e a Autoridade Palestina resistam a atos de provocação.

Frente à situação, o primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, convocou uma reunião de emergência na terça.

Morte de Israelenses

Segundo a porta-voz da polícia de Israel, Luba Samri, foram presos os suspeitos da morte de um israelense de 64 anos, Alexander Levlovitz, após seu veículo ter sido atacado a pedradas em Jerusalém na noite de domingo.

Segundo a jovem Bosmat Haberfeld, testemunha entrevistada por uma TV local, Levlovitz perdeu a direção após ter seu veículo atingido por pedras e bateu contra um poste, morrendo em decorrência dos ferimentos.

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir