Política

Recurso de José Melo no TSE ganha novo relator

 Ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Maria Thereza de Assis Moura vai relatar os processos de José Melo e Henrique Oliveira, no tribunal – foto: divulgação


Ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Maria Thereza de Assis Moura vai relatar os processos de José Melo e Henrique Oliveira, no tribunal – foto: divulgação

O recurso ordinário contra a cassação do governador José Melo (Pros) e do vice, Henrique Oliveira (SDD), será relatado pela ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Maria Thereza de Assis Moura. A magistrada foi escolhida por sorteio, ontem pela manhã, após o ministro Luiz Fux se declarar impedido para relatar o caso.

Até o momento, a ministra não se pronunciou se ficará na relatoria ou se declarará suspeita para atuar no caso.

O governador e vice foram cassados, em janeiro deste ano, por compra de votos pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e recorreram ao TSE para tentar reverter a sentença. A cassação foi dada em uma representação ingressada pelo então candidato ao governo do Estado, em 2014, ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB), que comandava a coligação “Renovação e Experiência”.

Depois de serem cassados em janeiro, o governador José Melo e o vice, Henrique Oliveira, recorreram da decisão, por meio de embargos de declaração, que foram negados pela Justiça Eleitoral no Amazonas, que manteve a cassação dos dois políticos.

As defesas de Melo e Henrique ingressaram com recurso ordinário junto ao TRE-AM, que enviou a documentação ao TSE no último dia 6.

Caso a ministra dê provimento ao recurso e reforme a decisão, os mandatos de ambos estarão garantidos. Caso contrário, a magistrada poderá decidir pelo afastamento do governador do cargo e a imediata posse do segundo colocado nas eleições passadas, o ministro Eduardo Braga. José Melo e Henrique Oliveira, que é pré-candidato à Prefeitura de Manaus, vem declarando, desde a cassação dos mandatos no TRE-AM, que recorrerão da condenação até o Supremo Tribunal Federal (STF).

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quis autem vel eum iure reprehenderit qui in ea voluptate velit esse quam nihil molestiae consequatur, vel illum qui dolorem?

Temporibus autem quibusdam et aut officiis debitis aut rerum necessitatibus saepe eveniet.

Copyright © 2016 EM TEMPO Online. Todos Os Direitos Reservados.

Subir