Sem categoria

Recontagem de votos: vereadora Therezinha Ruiz pode trocar CMM por Aleam

Caso a recontagem de votos ocorra, quem perderá vaga na casa legislativa estadual será o deputado Francisco Souza (PSC) - foto: divulgação

Parlamentar diz que finalmente existe uma possibilidade de “fazer justiça” caso processo seja favorável a sua transferência – foto: divulgação

A vereadora Therezinha Ruiz (DEM) poderá estar “com os dias contados” na Câmara Municipal de Manaus (CMM). A declaração foi feita pelo vereador Álvaro Campelo (PP), na manhã desta terça-feira (2), no plenário da casa legislativa. Segundo Campelo à provável saída da democrata para assumir uma cadeira de deputada estadual na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam) ocorrerá após uma recontagem de votos da coligação. Caso isso ocorra, quem perderá vaga na casa legislativa estadual será o deputado Francisco Souza (PSC).

A migração da vereadora entre as casas legislativas pode representar um reforço na bancada feminina da Assembleia Legislativa do Amazonas, que atualmente é composta por apenas uma parlamenta, a deputada Alessandra Campelo (PC do B). Essa mudança pode ser ocasionada após o resultado de dois processos que estão em fase final de tramitação na justiça eleitoral. À medida que se aproxima mais do julgamento final dos processos, torna-se mais próxima e provável que a vereadora assuma uma cadeira no legislativo do estado.

Os processos em andamento são os que pedem a validação dos votos de dois candidatos a deputado estadual que concorreram em 2014 pela mesma coligação que Therezinha, mas não tiveram seus votos validados e com isso não somaram percentual para uma segunda vaga da coligação Fazendo Mais por Nossa Gente II (Dem – PEN – PHS). Plínio Cruz (PHS) e Jorge Ataíde (DEM) já alcançaram aprovação em duas instâncias, do processo que pede a validação do seu registro de candidatura, e com isso a contabilização dos votos para a coligação. Agora o processo retornou do no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), pela segunda vez e os requerentes aguardam somente o último julgamento por parte do TRE.

“Os processos em tramitação no TRE, que podem me levar a Aleam, são de dois candidatos que pertencem a mesma coligação que eu, o Plínio Cruz do PHS e o Jorge Ataíde do Democratas. Nós temos certeza que será feita a contagem dos votos deles, sendo assim, a coligação a qual pertenço passa a ter uma segunda vaga na Assembleia e como eu sou a primeira suplente da coligação, devo assumir como deputada. Nós esperamos que a justiça eleitoral cumpra essa decisão judicial, pois o processo já foi ao STE e ao Supremo, e ambos aprovaram que sejam contabilizados os votos dos candidatos, portanto já foram seguidos todos os tramites eleitorais”, ressaltou a vereadora.

Expectativa para decisão final do processo

Sobre a espera pelo julgamento do TRE, Therezinha Ruiz disse que a expectativa de aguardar a decisão final faz parte do processo de poder, finalmente, “fazer justiça nesse momento em que o processo já cumpriu todas as etapas, e resultou na decisão favorável a contagem dos votos”.

Caso o processo no TRE termine como esperam os Democratas e aliados, a vereadora deve assumir na cadeira que, hoje em dia, é ocupada pelo deputado estadual Francisco Souza (PSC), que permanece no cargo após ter obtido êxito, junto ao TRE, que acatou a decisão do TSE, no recurso que pedia para validar o seu registro de candidatura.

Com a saída da vereadora da CMM, o nome a assumir a vaga no legislativo municipal deve ser o Enfermeiro Márcio (DEM), que obteve 1.772 votos nas eleições de 2012 e é o próximo suplente na fila.

 

Helton de Lima Equipe EM TEMPO

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir