Sem categoria

Rebecca Garcia priorizará modernização da Suframa

Insatisfação dos servidores com os salários é um dos problemas que Rebecca enfrentará na Suframa - foto: divulgação

Insatisfação dos servidores com os salários é um dos problemas que Rebecca enfrentará na Suframa – foto: divulgação

O aumento dos salários dos servidores, a modernização da infraestrutura da autarquia e a aprovação de novos Processos Produtivos Básicos (PPBs) são as principais prioridades da nova titular da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Rebecca Garcia, que foi confirmada no cargo pelo ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic).

“Essas prioridades seriam o ponto de partida para ter um foco, pois gosto de trabalhar com metas. Não adianta atirar para todos os lados, pois não chegaremos ao consenso na autarquia para melhorias no nosso Estado. Tenho algumas prioridades, porém elas serão analisadas pelo grupo e serão feitas em conjunto”, afirmou.

Repercussão

Para o presidente do Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam), Wilson Périco, o desafio é resgatar a representatividade e autonomia da Suframa, que se perdeu ao longo do tempo.  “A questão dos servidores da Suframa, que há 7 anos buscam melhorias salariais, precisa ser vista e, com a chegada dela, acreditamos que esse é um desafio que será superado”, afirmou Périco, ao destacar que a ex-deputada tem o apoio do Cieam para ocupar o cargo.

O vice-presidente da Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Nelson Azevedo, afirmou que Rebecca Garcia será uma boa gestora para a sobrevivência da autarquia nesse momento de crise.

Azevedo afirmou ainda que a indicada para a superintendência vai encontrar problemas internos, mas de acordo com ele, do “lado empresarial” não vai faltar apoio para ela resgatar a a Suframa.

Segundo o empresário destacou que a notícia sobre a nomeação de Rebecca é boa, pois, segundo ele, finalmente será definido uma direção para a Suframa. “O apoio é total para a ex-deputada, pois os desafios são grandes. Ela precisa fazer a autonomia voltar para a autarquia”, disse

Azevedo salientou que o apoio dos empresários do setor industrial não significa uma desvalorização do trabalho que o atual superintendente interino, Gustavo Igrejas, executou nos 11 meses que esteve no comando da autarquia.

Relacionamento

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag, acredita que a ex-deputada federal é um bom nome, mas ele ressaltou que qualquer um que entre na direção da Suframa deve ter um bom relacionamento com o governo Federal. “Se ela tem esse bom relacionamento para destravar o que é necessário para o Amazonas, será muito bom para a Suframa. Ela tinha um bom diálogo – quando era deputada – com a presidente, se o diálogo continuar vai se tornar um fator positivo para a gestão dela”, observou Assayag.

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir