Política

Reajuste dos professores será pago em julho com efeito retroativo, diz líder do governo

O salário dos profissionais da rede municipal de educação deve ser reajustado em 9%, segundo garantiu, durante a sessão na manhã desta quarta-feira (24), o líder do Governo Municipal, vereador Elias Emanuel (PSB). O reajuste, segundo ele, deve ser pago em julho, retroativo a 1º de maio, data-base da categoria.

De acordo com o vereador, após a realização de sete rodadas de negociação com representantes do Sindicato dos Trabalhadores de Educação (Sinteam), as secretarias de Finanças (Semef) e da Educação (Semed) chegaram a um acordo na noite do último dia 23 (terça-feira).

O vereador deu explicações, após cobrança do grupo de professores da Associação dos Professores de Manaus (Asprom), na galeria das Casa Legislativa e dos vereadores petistas Waldemir José (PT) e Professor Bibiano, que cobravam o cumprimento do reajuste da data-base da categoria.

“Não houve tempo hábil para mandar a mensagem para a Câmara, o que não prejudica os professores, visto que a folha de pagamento da Semed está fechada desde o dia 10 e os professores começam a receber nesta segunda-feira (26)”, afirmou.

Elias Emanuel assegurou que, mesmo se a Câmara aprovasse o novo reajuste, não daria para pagar em agora em junho. “Portanto, quando a Casa voltar do recesso no próximo dia 13 de julho, vamos votar em regime de urgência o Projeto de Lei e devolver a matéria para que no mesmo dia o prefeito sancione”, assegurou,

O líder do Governo Municipal explicou, ainda, que os professores não terão prejuízo, pois irão receber os seus salários a partir de julho com data retroativa. “Não há prejuízo. O mais importante para a categoria é o aumento estar consagrado. Mesmo em tempo de recuo da economia o prefeito está dando aumento para os professores”, argumentou.

 

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir