Sem categoria

Quatro são presos durante a 7ª operação Pescador, nas zonas Sul e Centro-Sul

Entre os quatro presos na operação está uma grávida, procurada por homicídio – foto: Janailton Falcão

Entre os quatro presos na operação está uma grávida, procurada por homicídio – foto: Janailton Falcão

Quatro pessoas foram presas e uma adolescente de 16 anos apreendida, durante a sétima edição da operação Pescador, deflagrada pela Polícia Civil do Amazonas na noite de sexta-feira (31), nas zonas Sul e Centro-Sul de Manaus.

Em apenas 6 horas, foram realizadas 3.124 abordagens, sendo 1.689 pessoas e 1.435 veículos. Nenhum furto de veículo foi registrado nas zonas que receberam a operação. Em contrapartida, 39 veículos foram apreendidos, sendo 23 carros e 16 motocicletas por licenciamento em atraso e falta de Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Também foram lavrados 49 autos de infração e apreendidos 14 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV), além de 10 CNHs.

Ao todo, 150 policiais civis participaram da ação com apoio do helicóptero do Grupamento de Operações Aéreas (GOA) da instituição. Delegados, investigadores, escrivães e integrantes do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), além de agentes do Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM) montaram barreiras em locais estratégicos com o intuito de identificar, inibir e combater práticas ilícitas.

Com a sétima edição, os órgãos que compõem a Segurança Pública do Estado completaram um ciclo da operação percorrendo todas as zonas da cidade, concentrando esforços para reduzir a criminalidade e garantir a tranquilidade da população.

Contudo, o trabalho não vai parar e as zonas voltarão a ser alvos da operação, pelo menos até dezembro. Conforme o secretário de Estado de Segurança Pública (SSP), Sérgio Fontes, a Polícia Civil tem desempenhado papel fundamental para atingir esse objetivo, o que reforça o planejamento de continuidade da Pescador.

“A cada operação aprimoramos ainda mais nosso trabalho. O resultado aumenta e se torna mais eficiente. A Polícia Civil tem se mostrado parceira e colaboradora dessa iniciativa, a exemplo da Polícia Militar. A operação terá novas edições sem data para acabar”, destacou.
De acordo com o delegado geral, Orlando Amaral, a iniciativa tem sido cada vez mais intensificada e se tornado uma marca na redução de crimes na capital. “A operação Pescador tem surtido grande efeito, uma vez que temos realizado prisões, seja em cumprimento a mandado ou em flagrante. Mesmo que a operação não resulte em prisão, para nós o objetivo é alcançado porque o principal intuito é evitar que o crime aconteça”, ressaltou.

39 veículos foram apreendidos, entre eles 16 motocicletas – foto: divulgação

39 veículos foram apreendidos, entre eles 16 motocicletas – foto: divulgação

Prisões e apreensão

Entre os presos em cumprimento a andados na operação estão Bruno Laborda da Silva, 19, apanhado no Beco São Vicente de Paula, bairro Educandos, Zona Sul, em cumprimento a mandado, por tráfico de drogas. O crime ocorreu em março de 2014.

Já Elias Guilherme Abreu de Lima, 28, foi preso na rua do Igarapé, bairro Nossa Senhora das Graças, Zona Centro-Sul, também por tráfico de drogas. O crime ocorreu em outubro de 2013.
Ademiro Ferreira Nunes, 38, foi preso na avenida Mário Ypiranga Monteiro, Adrianópolis, Zona Centro-Sul, por tentativa de homicídio. O crime ocorreu em dezembro de 2001.

A última a ser presa foi Vanessa Miranda Gonçalves, 22, na rua Senador Fábio Lucena, bairro Dom Pedro, em cumprimento a mandado expedido em 2013, pela Comarca de Anori, por homicídio. O crime ocorreu em 2012.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir