Dia a dia

Quatro pessoas são assassinadas a tiros nas Zonas Leste e Norte de Manaus

Os crimes serão investigados pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) - foto: Josemar Antunes

Os crimes serão investigados pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) – foto: Josemar Antunes

Quatro pessoas foram assassinadas a tiros no fim da tarde de domingo (19) e madrugada desta segunda-feira (20) nas Zonas Leste e Norte de Manaus. Todas as vítimas, conforme a polícia, foram mortas por envolvimento com o tráfico de drogas.

O primeiro crime por arma de fogo registrado pela polícia foi a execução do autônomo Elessandro das Neves Lima, 38, na tarde deste domingo (19), na rua G, bairro Armando Mendes, Zona Leste.

Segundos informações de testemunhas, ocupantes de um veículo de características desconhecidas efetuaram vários disparos contra a vítima, que morreu no local.

Após quatro horas, a polícia registrou o segundo homicídio. O desempregado Wesley Santos da Silva, 21, estava em uma lanchonete, localizada na rua Floriano Nascimento, Santa Etelvina, Zona Norte, quando foi surpreendido por dois suspeitos em um carro de cor prata, modelo e placas não identificadas. A vítima foi alvejada com quatro tiros e morreu na hora.

Segundo o irmão de Wesley, Augusto Amaral, idade não divulgada, o crime aconteceu atrás do 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP). A família desconhece a motivação para o assassinato do jovem.

A terceira execução registrada na madrugada foi a do industriário Sidney Carvalho dos Santos, 34. O crime aconteceu por volta de 1h, na rua Seis, bairro Amazonino Mendes (Mutirão), também na Zona Norte.

Conforme populares, a vítima caminhava pela rua quando foi surpreendida por dois ocupantes de uma moto modelo Honda 300, cor preta e placa não identificada. Sidney morreu com dois tiros na cabeça, segundo o perito criminal que esteve no local do crime.

Ainda durante a madrugada, por volta de 2h, a polícia registrou a morte do desempregado Renato Simplício Duque, 32. O crime aconteceu na rua Ezequiel, Novo Israel, Zona Norte. Segundo populares, a vítima era usuária de drogas e foi morta por dois ocupantes de um veículo modelo Celta, cor prata e placa não identificada.

O pai da vítima, Rubem da Silva, 57, esteve no local do assassinato e informou desconhecer se o filho recebia ameaças, mas confirmou a versão dos populares  de que o filho era usuário de drogas. “Meu filho estava morando há duas semanas na cidade. Não sei quem possa ter feito isso com ele”, comentou.

De acordo com um perito criminal, a vítima foi alvejada com um tiro no tórax. O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML). Segundo a polícia, todos os crimes de características de execução podem estar relacionados a acertos de contas motivados pelo tráfico de drogas.

Os crimes serão investigados pela equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

Por Josemar Antunes

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir