Sem categoria

Quatro homicídios são registrados pelo IML durante noite e madrugada, em Manaus

2015-10-31---ARMA-USADA-POR-ASSALTANTE-QUE-ACABOU-SENDO-MORTO---FOTO-MARCIO-MELO-(2)

Arma usada por assaltante que acabou sendo morto – foto: Marcio Melo

Quatro homicídios foram registrados pelo Instituto Médico Legal (IML), em Manaus, durante a noite de sexta-feira (30) e a madrugada de hoje (31). Os crimes já estão sendo investigados pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestro (DEHS), mas, até o momento, a polícia ainda não informou se já possui pistas de algum dos suspeitos.


O primeiro registro aconteceu por volta das 19h de sexta-feira, na avenida Chico Mendes, bairro Colônia Terra Nova, Zona Norte. Um homem, que não teve o nome identificado, foi morto com vários disparos de arma de fogo pelo corpo, no momento em que consertava sua motocicleta em uma oficina.

Segundo informações da polícia, dois homens, em uma motocicleta, se aproximaram e efetuaram os disparos. Uma testemunha, que preferiu não se identificar, contou que a vítima estava de costas para a rua, na oficina, quando dois homens chegaram atirando.

O outro homicídio foi o do estoquista Alex Bruno Malta Fontes,20, morto com vários tiros pelo corpo, na frente de sua esposa, que não teve o nome revelado. O crime aconteceu por volta das 22h de sexta-feira, em frente à residência em que ele morava, no beco São Pedro, na Compansa2, Zona Oeste da capital.

Conforme informações dos investigadores da Polícia Civil, dois homens em uma motocicleta, se aproximaram do casal, que estava sentado em frente à residência e efetuaram vários disparos, mas apenas o estoquista foi atingido. Ele ainda chegou a ser levado pelo Serviço de Atendimento Móvel (Samu) ao Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, mas não resistiu aos ferimentos.

De acordo com os investigadores, em depoimento, uma testemunha confirmou que ele teria envolvimento com o tráfico de drogas e que estaria devendo dinheiro a um traficante da área. Alex, além de estar envolvido com as drogas, já teve várias passagens pela polícia por roubo.

O terceiro caso aconteceu na rua Comendador JG de Araújo, no bairro Santo Antônio, também na Zona Norte. O homem que ainda não foi identificado, foi morto a facadas por volta das 3h46, deste sábado. De acordo com informações da polícia, populares encontraram o corpo e acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que o encaminhou ao Serviço de Pronto Atendimento do São Raimundo (SPA), porém, ele não resistiu aos ferimentos e morreu. A vítima aparentava ter entre 20 a 25 anos, cor parda, cabelos pretos e 1,70 metro.

A polícia também registrou os homicídios do estudante Andrew Oliveira Correia, 18, morto com quatro tiros pelo corpo, no momento em que saia de casa para jogar futebol com um amigo, que não teve a identidade revelada. O crime aconteceu a meia noite de sábado, na rua 6, do bairro São José 2, Zona Leste.

De acordo com informações da polícia, a vítima é suspeita de cometer diversos assaltos na área onde o caso aconteceu. No momento do crime, o estudante estava na garupa da moto com o amigo, quando dois homens, em outra motocicleta, se aproximaram e efetuaram os disparos. O amigo de Andrew, fugiu sem prestar socorro. Os investigadores encontram uma arma de brinquedo (simulacro) ao lado do corpo do estudante, que foi colhida e deverá passar por perícia.

A irmã adotiva de Andrew, uma adolescente de 17 anos, contou que ele morava com a avó, no bairro Zumbi, e que antes do crime, ele estava em casa assistindo televisão, quando esse amigo, que a família não conhece, chegou de moto e o chamou para jogar futebol.

Segundo a irmã do estudante, o mesmo era uma pessoa tranquila e divertida e não teria envolvimento com drogas e nem vicio em álcool. “Eu sei que ele era uma pessoa boa, desconheço qualquer envolvimento dele com coisas ilícitas”, comentou.

Por Michelle Freitas

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir