Cultura

Quase tudo pronto para a estreia do musical ‘Aladdin’

Um total de 400 alunos participam da produção, prevista para durar entre 2 horas e 2h30 - foto: divulgação

Um total de 400 alunos participam da produção, prevista para durar entre 2 horas e 2h30 – foto: divulgação

A experiência de adaptar as animações ‘O Rei Leão’ e ‘A Bela e a Fera’, dos estúdios Disney, para o formato de musical estimulou a direção do Backstage Studio de Dança a investir em mais uma monta-gem do gênero. Em dezembro, nos dias 7 e 8, estreia no Studio 5 a versão da escola para ‘Aladdin’, também da Disney, resultado de um ano e meio de dedicação.

Um total de 400 alunos participam da produção, prevista para durar entre 2 horas e 2h30. A diretora da Backstage, Raíssa Costa, conta que 90% da coreografia, assinada por ela e Amanda Santos, professora da escola, é formada por passos de jazz e dança urbana (hip hop), mas estilos como dança de salão e balé clássico também fazem parte de “Aladdin – The New Musical”, que tem direito até a efeitos especiais para o tapete voador.

De cara, ao assistir à animação ‘Aladdin’, de 1992 – sobre um jovem humilde de uma cidade árabe que, para conquistar uma princesa, conta com a ajuda de um gênio da lâmpada –, Raíssa Costa percebeu como seria difícil levar o conteúdo do desenho para o palco por causa da sua dinâmica. Ela e a professora Amanda Santos, então, via-jaram para Nova York para assistir ao musical que estava em cartaz na Broadway. “Assistimos quatro vezes para entender como o conteúdo da animação foi levado para o palco”, diz a diretora da Backstage.

Raíssa comenta que investir em ‘Aladdin – The New Musical’ representa um grande desafio porque é diferente de tudo o que a escola já apresentou. Uma das principais dificuldades, revela a diretora, foi “casar” a trilha sonora – que une a música da animação e a trilha do musical da Broadway – com os passos de dança urbana.

“É bem difícil unir uma música estilo Broadway ou de um filme que tem uma ‘pegada’ mais leve com o hip hop, que é mais intenso, tem batidas mais fortes. Para mim é um pouco desafiador colocar os movimentos do hip hop dentro desse estilo musical. Acaba ficando um hip hop mais suave. Mas, o resultado ficou bom”, garante.

Cenários

Outro desafio diz respeito ao cenário da montagem. “O local onde vamos apresentar, o Studio 5, é grande. Então, o cenário teve que ser confeccionado em grandes dimensões. Isso gerou um custo alto para nós”, conta Raíssa. O responsável pelos cenários é o artista plástico Jonilton Cardoso, o ‘Joba’. “Ele é de Parintins, trabalha para o festival folclórico e para o Carnaval do Rio e de São Paulo. Está com a gente desde ‘O Rei Leão”, lembra a diretora.

Atualmente, a montagem ‘Aladdin – The New Musical’ encontra-se em fase de ajuste de detalhes. “Estamos bem adiantados com a produção. Faltam ajustes em alguma coisa ou outra da parte de cenografia, que é mais complicada”, afirma Raíssa.

A diretora do Backstage Studio de Dança adianta que a preferência da equipe da escola é por histórias dos estúdios Disney, e já existe uma lista de musicais previstos até 2018. O próximo, no ano que vem, será uma adaptação de ‘Tarzan’ (1999).

A escola existe há 7 anos e atende a faixa etária de 3 a 20 anos. Em dezembro, após as apresentações de ‘Aladdin’, será aberto o período de matrículas para 2016. O endereço é rua D, nº 38, Conjunto Jardim Espanha 2, Adrianópolis.

Por Luiz Otavio Martins

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir