Dia a dia

Quarto suspeito de assaltar casa de câmbio é preso no Santo Antônio

 

O suspeito foi autuado por roubo majorado. Após os procedimentos cabíveis será encaminhado à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no centro da cidade - foto: divulgação

O suspeito foi autuado por roubo majorado. Após os procedimentos cabíveis será encaminhado à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no centro da cidade – foto: divulgação

O foragido da Justiça Robson Augusto Barreto, 19, foi preso na madrugada desta quinta-feira (2), no bairro Santo Antônio, Zona Oeste. De acordo com a polícia, o homem é o quarto envolvido no roubo a loja da Cortez Câmbio e Turismo, ocorrido em maio deste ano, na Zona Centro-Sul de Manaus.

Ele foi preso por policiais da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam), em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 15 de maio deste ano pela juíza Andrea Jane Silva de Medeiros da 5º vara criminal.

Robson foi conduzido para Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), onde foi autuado por roubo majorado. Após os procedimentos cabíveis será encaminhado à cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no centro da cidade.

O assalto

Segundo investigações, três pessoas, entre eles uma mulher, entraram na casa de câmbio, localizada no boulevard Álvaro Maia, Zona Centro-Sul de Manaus. Os assaltantes se passaram por clientes e efetuaram o roubo. A ação durou cinco minutos.

Na ocasião, havia apenas dois funcionários no local, que foram rendidos e levados para uma sala, onde foram ameaçados pelo bando. Minutos depois, o quarto integrante do grupo entrou e participou da ação criminosa.

Durante as ações dos bandidos, fios do circuito interno e dos telefones foram cortados. De posse de arma de fogo, os assaltantes exigiram que um dos funcionários abrisse o cofre.

Após conseguirem o dinheiro, os bandidos fugiram em duas motos levando 50 mil euros, 150 mil dólares e R$ 80 mil. Circuitos externos do estabelecimento gravaram o início da ação dos assaltantes o que ajudou nas investigações. Uma parte do dinheiro foi recuperada pela polícia.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir