Sem categoria

Quadrilha é presa após assaltar casa de prefeito de Urucurituba

O bando foi autuado por roubo majorado e associação criminosa. Após os procedimentos serão levados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal pessoa, no Centro da capital amazonense - foto: divulgação

O bando foi autuado por roubo majorado e associação criminosa. Após os procedimentos serão levados para a Cadeia Pública – foto: divulgação

Nove pessoas foram presas suspeitas de assalto à casa do prefeito de Urucurituba (a 339 quilômetros de Manaus), Pedro Rocha, na tarde desta terça-feira (29), no conjunto Hiléia, bairro Redenção, na Zona Centro-Oeste de Manaus.

Os presos são, Vitor Belfort Cardoso, 18, conhecido como ‘Vitinho’; Elenilson Leite Vasconcelos, 30, chamado de ‘Cabeça’; Rafael Rodrigues Figueira, 28, o ‘Finha’; Josué Coelho da Rocha Júnior, 21, chamado de ‘JR’; Ângelo Rafael de Souza, 22; Luhkas Alves da Costa, 19; Gabriel de Souza Andrade, 19; e Messias Loureiro dos Anjos, 20, conhecido como ‘Diego’; e o afilhado do prefeito, Edmar Farias de Souza, 29.
O bando foi preso em flagrante por policiais da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd) e do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) no momento que estava saindo da residência em dois carros, sendo um modelo Punto cinza e um CrossFox vermelho.

O delegado Adriano Félix, da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (DERFD), disse Edmar planejou o assalto e que pretendiam roubar R$ 600 mil. “O Edmar, além de ser afilhado, é ex-funcionário do prefeito. Ele veio do município Rorainópolis (Roraima) justamente para praticar o crime. Ele deu todas as coordenadas para o bando. Como ele tinha acesso a casa da vítima, ele passou informações privilegiadas para os comparsas”, declarou o delegado.

Félix informou que durante o assalto os criminosos agiram de forma violenta. “Eles agrediram a mulher do prefeito, vereadores e outros funcionários, pois no local não havia o valor estipulado por Edmar. Essa quadrilha é formada por bandidos de alta periculosidade, um deles é o Vintinho que participou de um duplo homicídio no dia 7 de janeiro deste ano, durante um assalto em distribuidora no Alvorada, em Manaus”, revelou Félix.

Com a quadrilha foram aprendidos, joias, relógios, aparelhos celulares e a quantia de R$ 2,7 mil, além de revólveres.

Em depoimento, Edmar disse que planejou o assalto porque o prefeito não fazia um bom trabalho no município. “Ele virou as costas para o povo de Urucurituba e para quem o ajudou. O município está abandonado. Então, resolvi fazer isso enquanto ele estava aqui em Manaus, numa boa”, declarou.

O bando foi autuado por roubo majorado e associação criminosa. Após os procedimentos serão levados para a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal pessoa, no Centro da capital amazonense.
Por Mara Magalhães

Com informações de Luis Henrique

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir