Especiais Impresso

Madrasta nega que tenha matado criança de 3 anos

“Foi um acidente. Se eu tivesse matado, eu estaria longe”. Essas foram as alegações da dona de casa Ericka Benevides Lopes, 19, suspeita de matar a enteada, Rayane Lopes, de apenas 3 anos, e enterrar o corpo da menina em uma cova no quilometro 41 da rodovia AM 010 (Manaus- Itacoatiara).  Em depoimento, a madrasta relatou que a menina estava brincando com um cachorro da família, quando acabou caindo da escada e morreu. Por não saber o que fazer, Ericka comprou uma sacola grande onde colocou o corpo da enteada e levou para o matagal. “Eu criava a Rayane desde os três meses de idade quando a mãe dela deu a menina para o pai. Eu já fui usuária de maconha, mas parei com o vício”, disse.

q1

q2 q3 q4

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir