Especiais Impresso

Produção industrial no Estado caiu pelo nono mês consecutivo em fevereiro

No indicador acumulado para o primeiro bimestre de 2016, a indústria do Amazonas recuou 28,0% frente a igual período do ano anterior, com a maior parte (9) das dez atividades pesquisadas mostrando queda na produção. O setor de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-44,0%) exerceu a influência negativa mais relevante sobre o total da indústria, pressionado, em grande parte, pela menor produção de televisores, gravador ou reprodutor de sinais de áudio e vídeo (DVD, home theater integrado e semelhantes), receptor de codificador de sinais de vídeo codificados, rádios para veículos automotores e computadores pessoais portáteis (laptops, notebooks, handhelds, tablets e semelhantes). Vale mencionar ainda os recuos vindos dos setores de outros equipamentos de transporte (-37,5%), de bebidas (-21,0%) e de máquinas e equipamentos (-79,4%), explicados, em grande medida, pela menor produção de motocicletas e suas peças, no primeiro; de preparações em xarope para elaboração de bebidas para fins industriais, no segundo; e de aparelhos de ar-condicionado de paredes, de janelas ou transportáveis (inclusive os do tipo “split system”), no último. Por outro lado, o único impacto positivo veio do ramo de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (1,1%), impulsionado, especialmente, pela maior produção de gasolina automotiva.

FOTO95616

Moto-Honda-da-Amazônia-Mario-Okubo-Dir

SONY_DIEGO-JANATA

FABRICA-DE-COMPUTADORES_DIEGO-JANATA-(1)

FABRICA-DE-COMPUTADORES_DIEGO-JANATA-(2)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir