Especiais Impresso

Costumes religiosos da Páscoa se perdem com novos valores sociais

Evitar comer carne, jejuar, ficar em casa orando ou ir à igreja se confessar são costumes da Páscoa que, ao longo dos anos, vem se perdendo. A Sexta-Feira da Paixão não é mais tão esperada como uma data para lembrar do sacrifício de Cristo, mas sim para curtir o feriado ou e divertir em balneários.
O arcebispo de Manaus, Dom Sérgio Castriani afirma que a sociedade está passando por uma mudança de costumes, no entanto, a comunidade cristã continua celebrando a Páscoa e evidenciando os ensinamentos de Jesus Cristo. “A igreja sempre celebra sua fé, independentemente, se está na moda ou não. Os cristãos hoje são minoria e a sociedade tem outros valores, mas acredito que muita gente ainda vive a Páscoa e quer viver os valores de Jesus, que são anunciados no evangelho”, disse o arcebispo de Manaus, ao ressaltar que a igreja quer trazer a sociedade para viver a solidariedade, a justiça, a fraternidade e a doação da própria vida, visando uma convivência saudável entre os irmãos.

Fotos: MÁRCIO MELO

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(4)

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(5)

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(6)

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(7)

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(8)

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(1)

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(2)

Dia_-Ponta-Negra---Marcio-Melo--(3)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir