Especiais Impresso

Desafios e alternativas são debatidos no Dia Mundial da Água

A crise hídrica já é uma realidade em diversas partes do mundo. Mesmo no Brasil, que possui as maiores reservas de água potável do planeta, o racionamento já é uma realidade em diversas cidades. No entanto, se existe uma crise em andamento, a solução também pode estar mais perto do que se imagina, aqui na Amazônia. Neste Dia Mundial da Água, EM TEMPO lista os principais desafios e as principais alternativas para mudar este quadro. O Dia da Água é comemorado em 22 de março porque justamente nesta data, em 1992, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou a Declaração Universal dos Direitos da Água e desde então, a data tornou-se um momento para debater e rever os rumos do consumo de recursos hídricos do planeta. um desafio cada vez maior, devido ao aumento populacional frente a finitude deste recurso.
De acordo com Carlos Bocuhy, presidente do Instituto Brasileiro de Proteção Ambiental (Proam), organização não governamental (ONG) voltada à defesa do meio ambiente, as projeções atuais, com as alterações climáticas em todo o planeta, apontam “para uma piora do quadro no Brasil”. O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) indica que o Nordeste e Centro-Oeste do país serão duramente castigados pelos efeitos do aquecimento, enquanto a região Sudeste, que abriga as maiores populações, terá seu regime de chuvas alterado, com precipitações intensas seguidas de veranicos, o que dificulta a capacidade de abastecimento.

Fotos: RICARDO OLIVEIRA

CANOA-RIBEIRINHO-AMAZONAS

RIBEIRINHOS_001

RIBEIRINHOS_002

RIBEIRINHOS_003

_E6B4397

012AGUA1

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir