Especiais Impresso

Ministério da Saúde adota novo critério para definir suspeita de microcefalia

O Ministério da Saúde passa a adotar, a partir desta quarta-feira (9), novos critérios identificar casos de suspeita de microcefalia em recém-nascidos.
O protocolo anterior considerava como microcefalia os casos em que o perímetro da cabeça do bebê ao nascer era menor ou igual a 32 cm – parâmetro para aqueles com partos não prematuros.
Agora, a medida passa a 31,9 cm, no caso de meninos, e 31,5 cm, no caso de meninas. A mudança segue nova orientação da OMS (Organização Mundial de Saúde), e vale para bebês nascidos com 37 semanas ou mais de gestação.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir