Especiais Impresso

Poupança ainda é a aplicação mais segura

Apesar de não ser o investimento mais rentável, a poupança – retorno de 8,07% ao ano – ainda é a opção mais segura para aplicar o dinheiro. Para o conselheiro técnico consultivo do Conselho Regional de Economia (Corecon-AM), Alibio Caruta Nogueira, o pequeno investidor que não quer correr riscos de mercado e busca facilidade de aplicações e disponibilidades imediatas em curto prazo – superior a 30 dias e até 90 dias -, junto as instituições financeiras, a tradicional poupança ainda tem validade.

cms-image-000460008

Franquias são opção
Nos últimos meses notou-se que muitas pessoas têm enveredado pelo investimento no próprio negócio e, entre as opções estão as franquias. Por se tratar de marcas já consolidadas, os franquiados afirmam que esse representa um negócio de baixo risco. As redes que possuem baixo investimento são as que chamam mais atenção, pois requerem um aporte de até R$ 20 mil, valor considerado acessível para quem quer ter negócio próprio.

ideias-tendencias

Segundo o Banco Central, a aplicação na caderneta de poupança está em queda. Em 2015 ela registrou capitação negativa de R$ 53,6 bilhões. Por sua vez os saques superaram os depósitos. O resultado foi influenciado, principalmente, pela queda na renda e pelos aumentos da inflação e dos juros. O retorno da poupança ficará abaixo dos principais índices de preços ao consumidor, que vão superaram 10% em 2015, e a rentabilidade dela é de apenas 8,07% no ano.
Os saques superaram os depósitos na caderneta de poupança em 2015, algo que não ocorria desde 2005. Segundo o Banco Central, a aplicação que ainda é a mais popular do país registrou captação negativa de R$ 53,6 bilhões no ano passado.
O saldo total da poupança encolheu de R$ 662,7 bilhões no final de 2014 para R$ 656,6 bilhões no último dia útil de 2015. A variação inclui a captação negativa e os valores creditados como rendimentos.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir