Especiais Impresso

Polícia prende distribuidores da FDN com droga avaliada em R$ 1 milhão

Os colombianos Camilo Sanches, 34, Cristian Morales, 25, e o brasileiro Mário Maquiné, 44, foram presos com 108 quilos de skank (supermaconha), avaliados em R$ 1 milhão. O trio é apontado pela polícia como distribuidores de drogas na capital e traficantes da facção criminosa Família do Norte (FDN). A droga veio da Colômbia e iria para as “bocas de fumo” da cidade. No momento da prisão, Camilo, o líder do bando, ofereceu R$ 18 mil para um investigador da Polícia Civil (PC) para ser liberado.

A polícia teve acesso as contas de Camilo, que movimentava cerca de R$ 100 mil por mês, dinheiro esse oriundo das vendas dos entorpecentes. O titular do Departamento de Narcóticos (Denarc), Samir Freire, informou que as pessoas que depositavam dinheiro para Camilo estão sendo investigadas. “O Camilo é o dono da droga que vem da Colômbia e depois os três distribuem para todas as zonas da capital. Mais pessoas estão sendo investigadas por envolvimento na quadrilha, uma vez, que pela quantidade da droga, há mais gente responsável por trazer essa entorpecente”, disse.

Camilo, Cristian e Mário foram autuados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e corrupção ativa. Após prestarem depoimento, eles foram levados para a cadeia pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro.

droga1 droga2 droga3 droga4

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir