Mundo

Putin continua a ser pessoa mais poderosa do mundo, diz revista

A “Forbes”, revista americana de economia e negócios, divulgou nesta quarta-feira (4) a edição 2015 de seu ranking das pessoas mais poderosas no mundo. No topo, pelo terceiro ano consecutivo, está o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Em segundo lugar na lista está a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, e em terceiro o presidente dos EUA, Barack Obama. Fora do pódio, mas próximo da medalha de bronze, vem o papa Francisco, em quarto lugar.

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, aparece em 37º lugar na relação, logo abaixo do bilionário indiano Mukesh Ambani e logo acima do empresário sul-africano Elon Musk, dono da montadora de carros elétricos Tesla.

Segundo a revista, os quatro quesitos para definir a lista são o poder sobre grande número de pessoas -critério em que se encaixa Francisco, líder espiritual de mais de 1 bilhão de católicos-, o exercício ativo desse poder, os recursos financeiros controlados e o domínio sobre múltiplos setores.

A “Forbes” justificou o primeiro lugar concedido a Putin dizendo que o líder russo é “um dos poucos homens no mundo poderosos o suficiente para fazer o que quer -e escapar impune”.

“Sanções internacionais vigentes desde que ele anexou a Crimeia e começou uma guerra por procuração na Ucrânia desvalorizaram o rublo e aprofundaram a recessão russa, mas não afetaram Putin em nada: em junho, seus índices de aprovação no país chegaram ao recorde de 89%.”

A revista menciona ainda os bombardeios russos na Síria, iniciados no final de setembro, e o encontro de Putin com o ditador sírio, Bashar al-Assad, como ações que “fazem os EUA e a Otan [a aliança militar ocidental] parecerem fracos e ajudam a reconstruir a influência da Rússia no exterior.”

ESTADO ISLÂMICO

Merkel, a mulher mais poderosa do mundo, subiu do quinto lugar que ocupava no ranking, no ano passado, para o segundo devido às suas “ações decisivas” para lidar com a crise dos refugiados sírios e os problemas econômicos envolvendo a Grécia, diz a revista americana.

Obama, por sua vez, caiu do segundo para o terceiro lugar. “Não há dúvida de que os EUA continuam sendo o maior poder econômico, cultural diplomático, tecnológico e militar do mundo”, escreve a “Forbes”.

“Mas, à medida que Obama entra no último ano de sua Presidência, é evidente que sua influência diminui. No país, seus índices de aprovação estão sempre abaixo de 50%; fora, ele é ofuscado por Merkel na Europa e driblado por Putin no Oriente Médio”, acrescenta a revista.

A relação de 74 pessoas -os empresários americanos Charles e David Koch, irmãos, ocupam juntos a 29ª posição- inclui no 57º lugar o líder do grupo terrorista Estado Islâmico (EI), Abu Bakr al-Baghdadi.

O radical islâmico está, no ranking, logo acima da ex-secretária de Estado americana Hillary Clinton (em 58º), a favorita na disputa pela indicação democrata para concorrer à Casa Branca no ano que vem.

 

O ‘TOP TEN’ DA LISTA DA FORBES

  1. Vladimir Putin, presidente da Rússia
  2. Angela Merkel, chanceler da Alemanha
  3. Barack Obama, presidente dos EUA
  4. Papa Francisco
  5. Xi Jinping, líder da China
  6. Bill Gates, fundador da Microsoft
  7. Janet Yellen, presidente do Fed (o banco central dos EUA)
  8. David Cameron, premiê do Reino Unido
  9. Narendra Modi, premiê da Índia
  10. Larry Page, fundador do Google

 

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir