Mundo

Protesto durante festival religioso deixa mortos na Etiópia

Número de mortos podem chegar a 50, segundo o Governo da Etiópia - foto: divulgação

 Segundo o governo da Etiópia, número de mortos pode chegar a 50 – foto: divulgação

Um tradicional festival religioso em Bishoftu, na Etiópia, acabou em confronto entre manifestantes contrários ao governo e a polícia. O governo diz que houve mortos na confusão, mas não divulgou um balanço oficial. A oposição fala em ao menos 50 vítimas.

Testemunhas disseram que manifestantes cantavam slogans antigoverno em meio ao público do festival e alguns chegaram a jogar pedras e garrafas de plástico contra os policiais. Os agentes reagiram com gás lacrimogêneo e balas de borracha.

O confronto levou a uma fuga em massa do público que acompanhava o festival e muitos foram esmagados na correria.

Cerca de 2 milhões de pessoas participavam do festival anual Irrecha em Bishoftu, ao sudeste da capital Addis Ababa.

“Como resultado do caos, vidas foram perdidas e muitos feridos foram levados ao hospital”, disse a secretaria de comunicação do governo, sem citar números. “Os responsáveis vão encarar a justiça.”
Merera Gudina, representante do opositor Congresso Federalista de Oromo, disse à Reuters que ao menos 50 pessoas foram mortas enquanto a multidão tentava fugir da polícia.

Nos últimos meses, protestos contra o governo tomaram várias regiões da Etiópia. O regime reagiu com dureza, levando a críticas internacionais ao uso excessivo de força.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir