Dia a dia

Proprietário denuncia obras irregulares em terreno em Iranduba

Um dos proprietário de um terreno localizado no ramal do Acajutuba, no quilômetro 66 da rodovia AM-070, no município de Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), o policial civil Waldir da Silva Ventilari, procurou o EM TEMPO Online para denunciar  o prefeito da cidade, Xinaik Medeiros e o vereador Antônio Alves de Lima, de serem responsáveis pela a invasão do lote de terras e pela construção de prédios públicos e privados no local.

De acordo com o responsável pelo lote de terras de 64.556.250 m², no ano de 2014, foi registrado um Boletim de Ocorrência (B.O.) na 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP). Ainda segundo o denunciante, o processo em que pede indenização do município pelas terras apropriadas “ilegalmente” está em tramitação na 6ª Vara da Família e Sucessões.

Uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e uma escola foram construídas no terreno particular - foto: divulgação

Uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e uma escola foram construídas no terreno particular – foto: divulgação

“Eu e minha família herdamos esse terreno. Nós não queremos tirar as pessoas que moram lá, pois foi construída no local uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e uma escola, além da construção de residências dos invasores. Pedimos a prefeitura que nos indenize”, disse Ventilari.

Ventilari também afirmou que possui o título definitivo das terras e que procurou diversas vezes o prefeito, porém, nunca foi atendido pela autoridade.

“Procurei conversar com o Xinaik, mas, infelizmente nunca fui atendido por ele. Fui até a sede da prefeitura do município e todas as vezes ele nunca estava”, contou o proprietário das terras.

O herdeiro ainda destaca que a prefeitura, supostamente, conseguiu firmar convênios com o Governo Federal para a construção de duas UBS’s, mas apenas uma obra foi realizada e o dinheiro que seria usado para erguer o segundo prédio foi utilizado, pouco tempo depois, para reformar a unidade já existia.

“O povo precisa da UBS, contanto que a prefeitura compre as terras particulares e não invadas” finalizou Ventilari.

A equipe EM TEMPO Online entrou em contato com o prefeito de Iranduba, Xinaik Medeiros, que informou não ter conhecimento das queixas.

Segundo o prefeito, as unidades de saúde foram construídas na gestão do ex-prefeito. “Essas unidades foram construídas na gestão passada, eu só reformei as unidades. Esse senhor que se diz dono das terras, nunca me procurou para conversamos. Desconheço essa denúncia”, disse o prefeito.

Por Cecília Siqueira e Mara Magalhães (especial EM TEMPO Online)

 

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir