Eleições 2016

Propaganda eleitoral na TV deve iniciar até o dia 15; Arthur Neto e Marcelo Ramos têm 10 minutos diários

arthur-marcelo

O prazo limite para início da propaganda eleitoral no rádio e na TV é até o próximo sábado (15), conforme determina o calendário eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Mas, antes de o horário gratuito ir ao ar, haverá uma reunião nesta semana entre o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador Yedo Simões, os juízes do pleito na capital e representantes e/ ou candidatos que disputam a Prefeitura de Manaus, para oficializar e definir detalhes sobre os conteúdos audiovisuais.

Segundo informações do TSE, a Justiça Eleitoral vai elaborar uma nova grade de exibição das inserções, iniciando-se a veiculação pelo candidato mais votado no primeiro turno, com a alternância da ordem a cada programa ou veiculação de inserção. Na prática, significa que o candidato que apresentou sua propaganda por último no primeiro dia será o primeiro a apresentar no dia seguinte. O horário para a propaganda eleitoral será dividido em dois períodos diários de 20 minutos: 10 para cada candidato, que inicia às 7h e segue até 12h, no rádio, e às 13h e às 20h30, na televisão. Dentro deste tempo, cada candidato terá direito a 10 minutos diários, em cada bloco, além das inserções, e a propaganda que vai ao ar diariamente.

Mesmo com a data oficial indefinida para a propaganda eleitoral ir ao ar em Manaus, o marqueteiro Marcos Martinelli, que coordena a estratégia de marketing da coligação ‘Por uma Só Manaus’, do candidato à reeleição Arthur Neto (PSDB), informa que o conteúdo da propaganda eleitoral para o segundo turno será, basicamente, a mesma do primeiro turno, que é mostrar que o prefeito fez na sua gestão, principalmente em momentos de crise e o que pretende realizar, caso reeleito.

“Nós vamos apresentar que os compromissos que ele está assumindo são reais e que vão ser cumpridos. Nós não vamos ter nenhuma propaganda mágica ou fantasiosa”, frisou o especialista.

Como o prefeito Arthur tem uma agenda com a prefeitura na parte da manhã, Martinelli afirmou que as gravações do programa serão centradas no período da tarde.

“O prefeito sai às 17h e ainda vai para uma caminhada. Então, realmente, nós vamos ter uma dificuldade com ele, para gravações de rua. Mas, nós, vamos tê-lo ao vivo em programas da internet. Vamos colocá-lo ao vivo no site dele, no Facebook, para ele falar com as pessoas e poder interagir, porque essa ação é importante”, destacou.

No primeiro programa, quando iniciar as propagandas eleitorais televisivas, Martinelli, diz que vai ser de agradecimentos pelo povo ter votado nele. “Nós vamos mostrar o valor das nossas alianças, mostrar que o prefeito constrói e não destrói. Iremos mostrar que o prefeito Arthur não mente. A outra candidatura teve 230 direitos de respostas concedidos a Arthur. Foram perdidos da outra campanha 230 inserções ocupadas pelo Arthur para depor a verdade, ou seja, vai ser também uma campanha da verdade, sempre falando a verdade, e mostrando como a cidade vai crescer e como a vida dos seus moradores vai melhorar”, disse Martinelli.

Diagnóstico

O publicitário e marqueteiro Renato Bagre, um dos coordenadores da campanha do candidato Marcelo Ramos (PR), afirma que nas próximas produções da campanha, o prefeiturável irá fazer um diagnóstico da cidade e apresentar soluções possíveis para que Manaus funcione para todos.

“Vamos seguir contando a verdade. Contar a verdade não é pegar leve, nem pesado. Vamos mostrar tudo o que já tínhamos mostrado; que o Marcelo Ramos é um homem de bem, disposto com a juventude e que tem o vigor necessário para resolver a quantidade de problemas que Manaus tem”, explicou.

Apresentar uma análise sobre a capital amazonense, segundo Bagre, inclui mostrar para a população que a cidade não se resume só ao Centro e o bairro da Ponta Negra.

“Não adianta só passar asfaltos nas ruas principais é preciso entrar nos bairros. Os problemas sociais estão se acumulando. Então, vamos conversar sobre estes assuntos e mostrar soluções”, adiantou.  Para o profissional, “a grande jogada de uma campanha” é construir uma unidade de comunicação. “O mais importante é que a nossa comunicação chegue forte e eficiente”, disse.

Fabiane Moraes

Jornal  EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir