Política

Promulgada Lei que cria Fórum Estadual de Ciência e Tecnologia

Deputado estadual e ex-prefeito de Parintins teve suas contas reprovadas pelo Tribunal e a Câmara Municipal do município já abriu processo para julgar o caso – foto: divulgação

O PL foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), no dia 16 de setembro, por unanimidade. Fórum Estadual de Ciência e Tecnologia (Fecti) – foto: divulgação.

O Projeto de Lei (PL) n° 153/2015, de autoria do deputado estadual Bi Garcia (PSDB), que cria o Fórum Estadual de Ciência e Tecnologia (Fecti), foi promulgado na quarta-feira (25). O PL foi aprovado pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), no dia 16 de setembro, por unanimidade.

O fórum será responsável por coordenar a Conferência Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. O texto prevê que juntamente com a Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), o Fecti será de caráter permanente e terá além de coordenar, a finalidade de acompanhar e avaliar a implementação das deliberações aprovadas, pesquisas e estudos, projetos e programas, com articulação necessária entre os correspondentes Fóruns dos Estados, do Distrito Federal
e dos municípios do Amazonas.

O Fórum Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação será composto por membros representantes dos órgãos e entidades relacionados à área. Segundo o deputado, o PL estimula as manifestações das entidades voltadas à área.

“O projeto catalisa as manifestações dos interessados quanto ao processo de popularização da Ciência e Tecnologia (C&T), imprimindo um caráter permanente por ser amparado pelo poder legislativo do Estado, em articulação com o poder executivo. E assim, de dois em dois anos, em estreita comunicação com o Ministério da Ciência e Tecnologia, o governo do Amazonas e as representações da sociedade civil estarão interagindo na mobilização e organização da conferência estadual”, comentou Bi Garcia.

 

Com informações da assessoria

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir