Plateia

Projeto Gaponga de Celdo Braga traz a magia da sonoridade amazônica

O objetivo do projeto, de acordo com Celdo Braga, é “disseminar o gosto e a valorização do que é nosso” – Divulgação

Novo projeto do poeta e músico Celdo Braga, em conjunto com a cantora Sofia Amoedo, os músicos João Paulo e Neil Armstrong Jr. e o técnico de som Defson Braga, o grupo Gaponga se apresentará no Teatro Amazonas amanhã, 2 de julho, às 19h, para mostrar a originalidade do trabalho desenvolvido pelo quinteto com instrumentos acústicos confeccionados pelos próprios artistas com cuias, sementes, ouriços, troncos de palmeiras e outras matérias-primas encontradas na Região Amazônica.

O objetivo do projeto, de acordo com Celdo Braga, é “disseminar o gosto e a valorização do que é nosso”, referindo-se às riquezas culturais amazônicas. O músico conta que levará ao palco do Teatro um repertório que mescla os trabalhos produzidos durante sua trajetória de 25 anos no grupo Raízes Caboclas e no grupo Imbaúba, no qual permaneceu por dez anos, além das novas músicas compostas para o Gaponga.

Entre os instrumentos utilizados, destacam-se a cuia com ligas, chamada de tracajá, porque remete ao som do animal caminhando; o tambor de mola, denominado “tambor celestial”, pois, segundo Celdo, ele emite um “som sideral”; um uquelele adaptado em uma cuia, além de tubos de papelão com tampo de madeira marupá.

Leia também: Canto da Mata grava DVD no Teatro Amazonas

Na ocasião, o grupo lançará o CD autointitulado com faixas inéditas. O repertório do show é totalmente autoral, com ritmos variados e conduzido pelo embalo da música orgânica da floresta. Os artistas prometem uma apresentação “mágica” e uma experiência sinestésica de integração dos sentidos ao público que tiver contato com a atmosfera “verde”. O projeto gráfico do grupo é de autoria de Marcicley Reggo.

Celdo ressalta que esse trabalho artístico com ênfase na sonoridade amazônica também resgata o valor de utensílios como a cuia, trazendo um vínculo de retorno com a identidade da região, já que esse objeto, do cotidiano dos habitantes, foi substituído por vasilhas de plástico. Os ingressos para o espetáculo podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro Amazonas, ao custo de R$ 50 (plateia e frisas) e R$ 30 (lugares nos 1º, 2º e 3º pisos).

Celdo Braga é músico e poeta. Um dos fundadores do Raízes Caboclas – foto: Diego Janatã

Artistas

O grupo Gaponga é formado por artistas de renome da cena da música regional. Além de músico e poeta, Celdo Braga, que é natural de Benjamin Constant (AM), é compositor e professor. É graduado em Letras pela PUC do Rio Grande do Sul. Já gravou ao menos quatro CDs (“Canoa”, “Chamando o Vento”, “Pássaros e Sonhos” e “Sarau na Floresta”) e o DVD “O poeta e o passarinho”. Publicou os livros “Água e Farinha” e “Varal – sonhos ao sol e estações”. Também é fundador dos grupos Raízes Caboclas, pelo qual lançou 12 CDs, e Imbaúba, com cinco álbuns. Toca flauta doce e cuatro venezuelano (instrumento de corda similar ao violão) e costuma imitar o canto dos pássaros que vivem na Região Amazônica.

Sofia Amoedo é professora de canto e violão e já atuou como vocalista e violinista do grupo Imbaúba, pelo qual participou da gravação de quatro CDs. Nascida em Terra Santa, no Pará, ela tem a trajetória marcada pela participação em festivais de música.

Outro instrumentista que faz parte do grupo é João Paulo. Ele nasceu em Parintins e tem formação musical em percussão. Seus instrumentos básicos são a bateria e outros de percussão criados artesanalmente. Também natural da terra do boi-bumbá, Neil Armstrong Jr. é violinista, guitarrista e tem se destacado em apresentações com diversos artistas do Amazonas. O quinto membro efetivo do grupo é o manauense Defson Braga, que exerce a função de técnico de som.

Kássio Nunes

EM TEMPO

 

Leia mais:

Marcio Souza e Celdo Braga assumem Conselho Municipal de Cultura

Largo de São Sebastião recebe 2ª edição do Encontro de Bateristas de Manaus

‘Série Encontro das Águas’ retorna ao palco do Teatro Amazonas

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir