Política

Projeto de Lei de deputado beneficiará profissionais farmacêuticos

Projeto de Lei do deputado irá favorecer mais de 3 de mil profissionais farmacêuticos - fotos: divulgação

Projeto de Lei do deputado irá favorecer mais de 3 de mil profissionais farmacêuticos – fotos: divulgação

O Deputado Francisco Souza (PSC), usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (3), para falar sobre o seu novo projeto de Lei que irá favorecer mais de 3 de mil profissionais farmacêuticos, onde segundo informações do Conselho Regional de Farmácia (CRF) esses profissionais estão distribuídos entre instituições públicas e privadas.

A PL dispõe sobre a regulamentação do piso salarial dos Farmacêuticos do Amazonas, e tem por objetivo a valorização do profissional que, após anos de estudo de graduação e especialização, ainda necessitam estar constantemente se atualizando para bem atender os pacientes, assim como diminuir a discrepâncias salariais verificadas entre diferentes estabelecimentos.

Para deputado Souza, este projeto de lei é de grande importância para a história da saúde no Amazonas, já que o profissional farmacêutico é habilitado a prestar assistência farmacêutica conforme resolução nº585 de 2013 do Conselho Federal de Farmácia, no cuidado direto ao paciente, promovendo o uso racional de medicamentos e de outras tecnologias em saúde, adaptando-se assim as necessidades dos pacientes, família, cuidadores e sociedade.

“Quando falamos de regulamentação, falamos de ajuste, de segurança, então nosso projeto de lei dá para o Amazonas o que nós precisamos ter para essa classe de profissionais, que tem um papel fundamental para a saúde do Amazonas”, declarou Souza.

Na próxima terça-feira (9), o parlamentar irá realizar uma audiência pública requerida pela presidente do Conselho Regional de Farmácia, Dra. Ednilza Guedes, no auditório Senador João Bosco às 14h, a fim de discutir sobre o piso salarial do profissional farmacêutico. Foram convidados a participar da audiência: o Sindicato dos Farmacêuticos do Amazonas; Secretaria de Estado da Saúde; alunos do curso de farmácia entre outros.

“Antecipamos os convites para que a audiência pública seja participativa. Nosso desejo é que o projeto apresentado, considerando a importância do assunto, seja debatido, que os profissionais possam contribuir com essa proposta”, disse.

 

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir