Sem categoria

Proibição para sair de celas gera motim no Compaj

O tumulto foi devido os presos não serem liberados de suas celas, disse o secretário - foto: arquivo EM TEMPO

O tumulto foi devido aos presos não serem liberados de suas celas, disse o secretário – foto: arquivo EM TEMPO

Um motim causou tumulto entre internos e a segurança do regime fechado do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), localizado no quilometro 8 da Rodovia BR-174 (Manaus-Boa Vista/RR), nesta segunda-feira (23), por volta das 10h.


O secretário de Estado de Administração Penitenciária (Seap) Pedro Florêncio informou que os presos se revoltaram porque não foram liberados para sair das celas.

“ Eu dei ordem para não liberar ninguém das celas hoje devido a operação ‘Lá muralha’, realizada pela Polícia Federal na última sexta-feira (20). Pudemos observar que o crime organizado está sendo comandado de dentro dos presídios e o Estado precisa tomar o controle das unidades prisionais e não permitir que os internos façam isso”, disse Florêncio.

O secretário revelou que os detentos ficariam nas celas somente hoje. Os serviços de alimentação e atendimento médicos seriam feitos nas próprias celas e os detentos não poderiam ter acesso as outras dependências do presídio como a quadra poliesportiva.

Florêncio negou que o motivo do motim tenha sido a transferência do narcotraficante e um dos líderes de facção criminosa José Roberto Fernandes – o ‘Zé Roberto da Compensa’, para um presidio federal. “Não, isso não tem relação com o motim”, disse.

O secretário informou ainda que as grades de três celas do pavilhão 1 foram serradas pelos presos, em uma tentativa de fuga. Já a ala do regime de inclusão, duas celas tiveram as grades serradas. Uma outra teve a porta estourada por um explosivo.

Apenas esses que usaram explosivo conseguiram sair das celas e foram detidos, já no telhado do complexo. Os demais presos das outras celas serradas nem chegaram até o pátio. A ação dos presos foi contida pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar e ninguém ficou ferido.

Florêncio esclareceu que os presos que estavam contidos na cela sem poder sair para o pátio serão soltos para tomar banho de sol nesta terça (24), exceto esses que se rebelaram. Eles irão permanecer trancados nas celas até segunda ordem.

Por equipe Em Tempo

Matéria atualizada às 17h30

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir