Dia a dia

Programa ‘Visão Nota 10’ disponibiliza para estudantes da rede estadual óculos de grau

Segundo dados do último censo, no Brasil, cerca de 2,2 milhões de crianças ou adolescentes, com idade entre 6 e 14 anos, possuem alguma dificuldade em enxergar- foto: divulgação

Segundo dados do último censo, no Brasil, cerca de 2,2 milhões de crianças ou adolescentes, com idade entre 6 e 14 anos, possuem alguma dificuldade em enxergar- foto: divulgação

A Secretaria de Estado de Educação (Seduc) aderindo ao programa nacional ‘Visão Nota 10’ pode intermediar o acesso gratuito de óculos de graus para estudantes menores de 18 anos matriculados na rede pública e que possuam diagnóstico médico (receita) apontando esta necessidade. No Amazonas, o serviço é disponibilizado desde 1999 e em 2016 poderá ser novamente requisitado pela comunidade.

De acordo com a representante da Seduc e coordenadora do programa Saúde do Escolar, Delta Segadilha, aproximadamente sete mil estudantes já tiveram acesso ao benefício. “Atendendo aos critérios exigidos pelo programa – que o estudante tenha idade máxima de 18 anos e apresente receita oftalmológica que indique a necessidade de uso de óculos de até dois graus – o responsável legal pelo aluno pode requisitar o benefício”, informou.

Para fazer a requisição dos óculos ao estudante, seu responsável deve se dirigir à sede da Seduc, localizada em Manaus na Avenida Waldomiro Lustoza, nº 250, bairro Japiim 2 e procurar a Gerência de Programas e Projetos e Atendimento ao Escolar (Gepae).

“É necessário que o responsável traga consigo o receituário emitido por oftalmologista indicando o grau necessário para suprir a necessidade do aluno – que não pode ser superior a dois graus – e também comprovante de matrícula indicando a escola da rede estadual na qual o aluno estuda”, informou Delta Segadilha, indicando que no ato do atendimento o responsável pelo o aluno será encaminhado a uma ótica parceira do programa para solicitar de forma gratuita os óculos.

Programa – Segundo dados do último censo, no Brasil, cerca de 2,2 milhões de crianças ou adolescentes, com idade entre 6 e 14 anos, possuem alguma dificuldade em enxergar. Quase metade destas pessoas não relata tal dificuldade aos pais por não terem consciência do problema.

“Ressaltamos que o programa Visão Nota 10 não é assistencialista, mas tem caráter educativo. Por meio dele, os educadores que identificam no aluno o problema de visão, sugerem aos seus pais uma visita ao oftalmologista. Nosso objetivo é corrigir a dificuldade notificada para que assim o aluno tenha um aprendizado mais eficaz nas escolas”, disse Segadilha, lembrando que quanto mais cedo for identificado o problema, a partir da intervenção profissional, menos prejuízos terá o aluno.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir