Sem categoria

Professores e pais de alunos protestam contra fechamento de escola no bairro Redenção

Professores e pais de alunos protestam contra fechamento de escola no bairro Redenção - foto: Diego Janatã

Professores e pais de alunos protestam contra fechamento de escola no bairro Redenção – foto: Diego Janatã

Professores e pais de alunos realizaram um protesto contra o atraso das obras além do fechamento da escola Estadual Maria Rodrigues Tapajós, localizada no bairro Redenção, Zona Centro-Oeste de Manaus, na noite desta sexta-feira (16).

De acordo com os professores a escola está fechada desde fevereiro deste ano, prejudicando mais de 1.500 alunos dos bairros circunvizinhos.

Segundo a professora a líder comunitária, Silvia de Sá, os transtornos que tem causado principalmente para as mães dos alunos, que muitas alegam não terem condições financeiras de pagar o transporte coletivo dos estudantes.

“Um dos maiores problemas é que este é o único colégio de ensino médio no bairro. O Redenção tem quase 40 mil habitantes é uma quantidade grande de alunos sem escola. Uma só escola não tem condições de abrigar todos esses alunos, imagine nenhuma”.

Já para a professora que marcou o manifesto em frente à escola, Rita Simões muitos alunos já perderam o ano letivo e outros desistiram de estudar.

“Esta escola tem 39 anos de funcionamento aqui no bairro. Mas este ano iniciou em fevereiro, mas com apenas uma semana de início do ano letivo, veio a ordem de que deveríamos parar porque teria uma obra de reforma e na qual seria consertado o telhado, e a parte elétrica, mas desde lá não aconteceu nada e parou”, afirma a professora de língua portuguesa, Rita Simões.

Posicionamento

Os professores afirmam que a Secretaria de Estado e Educação (Seduc) se posicionou e diz que a reforma da escola será iniciada a qualquer momento pela empresa que ganhou a licitação, mas não há data definida.

 

Por Stenio Urbano

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir