Dia a dia

Professor que estava de passagem por Manaus é morto em assalto na Cidade Nova

O professor estava de passagem por Manaus e esperava um carro para ir ao porto, pegar um barco de volta para o interior | Daniel Landazuri

O professor Raimundo Diego Fonseca de Souza, de 27 anos, morreu na noite desta terça-feira (11), no Hospital pronto-socorro Platão Araújo, após ser baleado com um tiro no tórax durante uma tentativa de assalto. A vítima foi abordada enquanto esperava um Uber, na esquina da rua 26 de Agosto com a travessa Juriti, na comunidade Riacho Doce 2, bairro Cidade Nova, Zona Norte.

De acordo com familiares, Raimundo estava aguardando um Uber quando dois homens em uma motocicleta preta abordaram o professor, que estava com o celular mão.

“Os homens passaram na moto e depois retornaram pedindo o celular dele. Como ele não entregou, o garupa deu um tiro nele. Os assaltantes fugiram e não levaram nada”, disse o irmão da vítima, Douglas Fonseca, de 24 anos.

O professor veio de Novo Aripuanã  para a capital há seis dias e aguardava o transporte que o levaria ao porto da Manaus Moderna, onde a vítima pegaria um barco de volta para o interior.

“Ele vivia para a família e para os alunos dele. Esses bandidos só vieram para tirar a vida dele”, lamentou Francinete Fernandes, tia de Raimundo.

A família registrou o caso no 6º DIP. O corpo do professor deve ser levado pra Novo Aripuanã, onde ocorrerá o sepultamento.

Gabriel Costa
EM TEMPO

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Subir