Sem categoria

Professor é encontrado morto dentro de apartamento no Viver Melhor 2

No estado em que o corpo se encontrava só poderia ser aberto quando chegasse ao Instituto Médico Legal (IML), em virtude do forte odor - foto: Arthur Castro

No estado em que o corpo se encontrava só poderia ser aberto quando chegasse ao Instituto Médico Legal (IML), em virtude do forte odor – foto: Arthur Castro

corpo do professor de Idiomas, Márcio José Lima da Silva, 35, o ‘Colombiano’ foi encontrado em avançado estado de decomposição, dentro do apartamento 302, no 3º andar de um prédio, na rua Japiassu, conjunto Viver Melhor 2, bairro Santa Etelvina, Zona Norte. Márcio José estava desaparecido há três dias. A polícia foi acionada por volta das 14h para atender a ocorrência.

Um vizinho da vítima, o pedreiro Márcio Parada Araújo, 23, morador do 4º andar do mesmo prédio, contou que subia para o seu apartamento, ao sentir um forte odor, e resolveu acionar a polícia. Ao chegar ao local, os policiais notaram a porta da casa aberta sem sinais de arrombamento. O corpo do professor de idiomas estava jogado no chão da sala, e apresentava algumas marcas de agressão pelo rosto.

Um perito da Polícia Técnico Científica informou que pelo estado de decomposição, estima-se que o corpo estava no local há pelo menos 36 horas. No estado em que o corpo se encontrava só poderia ser aberto quando chegasse ao Instituto Médico Legal (IML), em virtude do forte odor. Os vizinhos disseram ainda que Márcio José era homossexual e recebia visitas de alguns jovens.

Ainda segundo eles, Márcio José era natural do estado do Maranhão e morava com uma amiga, que foi chamada pela polícia para prestar depoimento sobre o caso no 26º Distrito Integrado de Polícia (DIP). O crime será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídio e Sequestros (DEHS), que esteve no local.

Por Joandres Xavier

Com informações de Thaís Gama

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir