Economia

Produção industrial recua 0,7% em outubro, o 5º mês seguido de queda

A produção industrial teve queda maior do que o esperado em outubro, de 0,7% na comparação com o mês anterior. É a quinta baixa consecutiva, informou o IBGE nesta quinta-feira (3).

Com o resultado de outubro, o setor se encontra 17% abaixo do nível recorde alcançado em junho de 2013.

Quando comparada com o mesmo mês do ano passado, a produção industrial caiu 11,2%, a vigésima taxa negativa seguida, e a maior desde abril de 2009 (-14,1%).

A retração superou a expectativa de economistas consultados pela agência internacional Bloomberg, de queda de 0,1% em outubro comparado com o mês anterior, e apenas 10,4% na comparação com o mesmo mês de 2014. No acumulado do ano, a perda foi de 5,7%.

Setores

A indústria recuou em 15 de 24 ramos pesquisados na série com ajuste sazonal. Essa comparação desconta, por exemplo, o efeito da diferença no número de dias entre os meses.

O segmento de bens de capital, aquele que fornece as máquinas que serão usadas por outras indústrias em sua produção, teve recuo de 1,9%. Acima da média de 0,7%.
Após ter alta de 3,4% entre agosto e setembro, o setor de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis teve queda de 2,7% ente outubro e o mês anterior.

Também estão entre os que mais contribuíram para o recuo indústrias extrativas (-2,0%); veículos automotores, reboques e carrocerias (-3,0%); e equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (-9,4%).

Bens de consumo duráveis, como televisões e geladeiras, tiveram recuo de 5,6%, dos mais acentuados em outubro.

Por Folhapress

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir