Economia

Produção de motocicletas cai 21,7% no mês de abril

Além da queda na produção, o segmento registrou recuo de 13,6% nas vendas do atacado – foto: Diego Janatã

Além da queda na produção, o segmento registrou recuo de 13,6% nas vendas do atacado – foto: Diego Janatã

A produção do setor de duas rodas do Polo Industrial de Manaus (PIM) registrou queda acentuada de 21,7%, no mês de abril desde ano (63.036), se comparado ao mês de março (80.530).

Na comparação com abril do ano passado, quando a produção foi de 99.051 unidades, a redução chega a 36,4%, de acordo com levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo).

Conforme a entidade, no acumulado do ano a retração foi de 36,4%, passando de 453.958 motocicletas, no período de janeiro a abril de 2015, para somente 288.499, no primeiro quadrimestre deste ano.

As vendas no atacado – para as concessionárias – alcançaram 72.197 unidades em abril, uma queda de 13,6% em relação ao mês anterior e de 29,2% sobre abril de 2015. No primeiro quadrimestre, foram comercializadas 286.107 motos, o que corresponde a uma baixa de 35,1% na comparação com o ano anterior.

“Assim como todos os setores, a indústria de duas rodas analisa com cautela os desdobramentos macroeconômicos. De qualquer forma, levamos em conta que, tradicionalmente, no segundo semestre o mercado costuma apresentar desempenho melhor, com resultados mais positivos”, afirmou, em nota, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian.

As exportações totalizaram 4.122 unidades em abril, um recuo de 12,7% em relação ao total de 4.721 motocicletas vendidas ao exterior em março. Em comparação a abril de 2015, houve uma elevação de 49,3%. No quadrimestre, foram comercializadas 17.871 unidades, alta de 96,1% em relação ao mesmo período de 2015.

Emplacamentos
No varejo, foram vendidas 79.671 motocicletas, um recuo de 8,4% em relação a março (108.167 unidades) e queda de 26,3% em relação a abril de 2015 (108.167). No acumulado do ano, a queda foi de 26,6%, com 319.594 motocicletas licenciadas, contra 435.127 unidades, em 2015.

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir