Dia a dia

Produção audiovisual sobre Zika vírus de alunos da rede municipal de Manaus ganha concurso nacional

O intuito da competição foi promover ações de combate ao mosquito e suas consequências, principalmente ao Zika Vírus - foto: reprodução

O intuito da competição foi promover ações de combate ao mosquito e suas consequências, principalmente ao Zika Vírus – foto: reprodução

A escola municipal Nossa Senhora de Aparecida, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus, foi a vencedora do concurso nacional ‘Pesquisar e Conhecer para Combater o Aedes Aegypti’, realizado pelo Ministério da Educação (MEC).

O intuito da competição foi promover ações de combate ao mosquito e suas consequências, principalmente ao Zika Vírus. A cerimônia de premiação será realizada em novembro, em Brasília. Cada escola teve que elaborar um vídeo de 90 segundos, que demonstrava uma atividade de combate ao mosquito.

Concorrendo na categoria Educação Infantil, na modalidade escola pública, a Nossa Senhor de Aparecida, apresentou um circuito realizado com as crianças, em que colocavam areia nos vasos de plantas e reviravam as garrafas de plástico no pátio do colégio, como é possível ver por meio do link: https://youtu.be/wiVwsbP6jvM.

Com um smartphone nas mãos, a professora Clijes Aragão, do 1º período, coordenou a atividade. Segundo ela, a intenção do vídeo foi mostrar o que a escola já fazia sobre a temática.

“Fizemos uma atividade em sala de aula, onde falei sobre o mosquito, mostrando como ele nasce, cresce e transmite doenças, e também o circuito no pátio da escola. No final, gravei os depoimentos de dois alunos, o Lucas Gabriel da Costa e o Gustavo de Souza. Eles falaram com tanta naturalidade e conhecimento, que vejo que isso chamou a atenção dos jurados”, disse a educadora.

De acordo com a professora, o vídeo feito na escola passou por uma pré-seleção regional e, em seguida, foi para votação de júri popular, pois a população escolhia um vencedor e a equipe técnica do MEC também selecionava um ganhador por categoria de ensino.

O vídeo da escola alcançou apenas 285 votos populares, mas venceu na escolha do júri técnico do ministério. “A minha intensão era fazer uma coisa natural, sem nada decorado, e consegui. O mais importante é que os alunos aprenderam e responderam o que sabiam”, concluiu a professora.
A chefe da Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (Gacpe), Dircélia Ortiz Almeida, disse que a conquista do prêmio mostra o compromisso da Secretaria Municipal de Educação (Semed) no desenvolvimento integral do aluno, visto que promove ações voltadas também para a saúde.

“A secretaria aderiu a grande mobilização nacional de combate à Zika em fevereiro, e lá para cá, as escolas estão realizando trabalhos educativos e preventivos com as crianças, ensinando os cuidados tanto no ambiente escolar, quanto em casa. Os professores e crianças estão de parabéns. O papel da educação é orientar e fazer um trabalho preventivo”, afirmou.

Com informações da assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir