Dia a dia

Princípio de motim é registrado no Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, na Alvorada

Conforme a secretária, por volta das 21h30 os internos atearam fogo em papéis que eles usam para produzir origamis - foto: Arthur Castro

Por volta das 21h30, os internos atearam fogo em papéis que eles usam para produzir origamis – foto: Arthur Castro

Um princípio de motim foi registrado na noite deste sábado (14), no Centro Socioeducativo Dagmar Feitosa, localizado no bairro Alvorada I, Zona Centro-Oeste de Manaus.  Segundo a secretária de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejusc), Graça Prola, os internos atearam fogo apenas em papéis e somente um dos adolescentes passou mal.

Conforme a secretária, por volta das 21h30 os internos atearam fogo em papéis que eles usam para produzir origamis. “Logo após a janta, os meninos iniciaram um motim, utilizando fogo e materiais usados nas atividades de produção de artesanato. Eles jogaram os produtos que estavam em chamas no corredor e isso provocou uma fumaça que levantou tocha. Não foram queimados colchões e lençóis”, disse.

Graça Prola relatou ainda que um dos internos, que é asmático, começou a passar mal. “Como temos um adolescente que é asmático, esse menino começou a passar mal. E os adolescentes começaram a se agitar e bater nas grades chamando os sócios educadores. Acreditamos que talvez, quando abríssemos o quarto, eles quisessem sair para poderem se evadir da unidade”.

Ainda segundo informações da secretária, enquanto os monitores atendiam os meninos, o guarda da portaria acionou a Polícia de Choque, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e o Corpo de Bombeiros.

“Ontem, estávamos apenas com dois monitores de plantão, porque os outros dois que estavam escalados faltaram. Considerando isso, o guarda da portaria ligou para as forças que foram até a unidade. Quando a polícia, Samu e bombeiros chegaram ao local, o coordenador explicou a situação”, contou.

Graça Prola ressaltou que o garoto que passou mal foi atendido pelo Samu e encaminhado para o Serviço de Pronto Atendimento (SPA), localizado na mesma Zona do Centro Socioeducativo.  Atualmente na casa de reabilitação, encontram-se 65 adolescentes de 16 a 19 anos.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir