Esportes

Princesa inicia caminhada na Série D dentro de casa

Técnico Zé Marco será o responsável por comandar o Princesa do Solimões durante a caminha na Série D. Ele está no clube desde o ano passado - foto: Paulo Rogério Veiga

Técnico Zé Marco será o responsável por comandar o Princesa do Solimões durante a caminha na Série D. Ele está no clube desde o ano passado – foto: Paulo Rogério Veiga

Neste domingo, às 15h30 (de Manaus), no estádio Gilberto Mestrinho, o Gilbertão, em Manacapuru (a 68 quilômetros da capital), o Princesa do Solimões inicia sua caminhada na Série D do Campeonato Brasileiro. Vice-campeão do Estadual em 2015, o time do interior volta a disputar a última divisão Nacional após dois anos. O adversário do confronto desta tarde será o Baré-RR.

Para essa competição, o Tubarão do Norte manteve a filosofia que o tornou a segunda força no futebol amazonense: apostou em jogadores regionais e em atletas que tiveram boas passagens pelos clubes locais. Além disso, o time alvirrubro poderá jogar em casa, o que não aconteceu em 2014, já que o Gilbertão estava em reforma. O apoio da torcida será fundamental para o clube, tanto no aspecto motivacional quanto no financeiro.

Contratado para ser o ‘homem-gol’ do Princesa na Série D, o atacante Leonardo acredita que a equipe vem evoluindo nos treinamentos e isso foi provado nos amistosos contra seu o Nacional, seu ex-clube, nos dois últimos fins de semana. Para o ‘Índio Negro’, é fundamental que os jogadores respeitem o plano de jogo traçado pelo técnico Zé Marco nesta estreia.

“A gente espera que dentro de casa, dentro dos nossos domínios, possamos fazer um grande jogo. Sabemos que estreia é sempre complicado, tem o nervosismo de querer logo a primeira vitória, de querer fazer o gol logo no início do jogo. A gente sabe que não vai ser fácil, o adversário vem mordido, muitos jogadores tiveram passagem por aqui, mas a gente sabe que dentro de casa temos de nos impor”, afirma Leonardo.

Outro com passagem pelo Nacional e que atualmente defende as cores do Princesa é o também atacante Weverton. Em 2015, o jogador disputou a Série D pelo time da capital, que caiu na primeira fase da competição. Questionado sobre as diferenças entre aquele elenco leonino e o atual alvirrubro, o jogador aposta na união do grupo alvirrubro para alcançar o tão sonhado acesso.

“Aqui no Princesa nós estamos com um elenco reduzido de 19 jogadores. Estamos bastante focados, unidos, não existe vaidade no grupo. No Nacional ano passado, a gente tinha um time de bastante qualidade também, mas com certas dúvidas do treinador, que acabou prejudicando o elenco. Espero esse ano dar a volta por cima e, se Deus quiser, fazer gols e ajudar a equipe do Princesa”, explica Weverton.

 

Por André Tobias

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir