Esportes

Princesa e Nacional se enfrentam hoje no 1° jogo da final do ‘Barezão’

O jogo será disputado na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, estádio que, pela primeira vez na temporada, recebe uma partida oficial entre clubes do Estado -foto: divulgação

O jogo será disputado na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, estádio que, pela primeira vez na temporada, recebe uma partida oficial entre clubes do Estado -foto: divulgação

Princesa do Solimões e Nacional começam a definir, neste sábado, a partir das 15h, o Campeonato Amazonense 2015. O jogo será disputado na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, estádio que, pela primeira vez na temporada, recebe uma partida oficial entre clubes do Estado.

Pela terceira vez consecutiva na decisão do Barezão – recorde entre clubes do interior –, o Tubarão do Norte terá pela frente o mesmo adversário das finais anteriores: o Leão da Vila Municipal. Para Deurick, que disputou todos os confrontos decisivos com a camisa alvirrubra, o time manacapuruense terá uma mudança fundamental em relação aos jogos das últimas temporadas.

“Muda o equilíbrio. Eu acho que a gente tem o equilibrio certo, o momento certo de atacar, de defender, isso mudou. A equipe hoje em dia está mais centrada, a gente mudou a forma de treinamento, mudamos a forma de jogar. Então, acho que isso foi o mais importante, o ponto essencial para a mudança do Princesa em 2015”, explicou o jogador, que em 2013 atuou como volante, ano passado foi lateral-direito e nesta temporada joga de zagueiro.

Aos 33 anos, Deurick acredita que sua experiência será fundamental para manter os colegas de equipe que nunca foram campeões amazonenses com a cabeça tranquila. O “Pitbull” – como é chamado pela torcida do Princesa – espera conquistar seu bicampeonato amazonense com a camisa alvirrubra.

Quem também disputa sua terceira final consecutiva diante do Nacional com a camisa do Princesa é o atacante Nando. Polêmico, o jogador marcou gols nas decisões anteriores e, se tiver oportunidade, prometer fazer a alegria da torcida manacapuruense. “Espero que esse ano não seja diferente, mas o mais importante é a gente conseguir nosso objetivo que é ser campeão. Mas se Deus abençoar, eu vou ficar muito feliz”, disse o camisa 23.

O jogo deste sábado será o apenas o terceiro do Princesa na Arena da Amazônia. Ano passado, pela Copa do Brasil, o time manacapuruense acabou derrotado pelo Santos por 2 a 1 e, pela final do primeiro turno do Barezão 2014, não saiu do zero com o Fast. Para Nando, jogar no estádio não apresenta dificuldades a mais, já que o adversário também pouco atuou lá.

“Como vai ser diferente para nós, vai ser diferente para o Nacional, até porque serão os dois jogos e ninguém praticamente jogou esse ano lá. Então, creio que vai ser igualdade. Estou feliz, já que é um grande estádio, maravilhoso, um dos melhores do mundo. É uma honra estar participando e jogar lá”, argumentou o atacante.

Em termos de escalação, o time titular não deve apresentar mudanças em relação à equipe que passou pelo Fast na semifinal. Com todos os atletas à disposição, o técnico Zé Marco não terá problemas para montar a onzena inicial deste sábado.

Por André Tobias (equipe Jornal EM TEMPO)

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir