Dia a dia

Primeira etapa do HUGV tem previsão de entrega para novembro, após teste de novos equipamentos

Toda a obra está orçada em R$ 87 milhões, oriundos do Ministério da Educação - foto: Ione Moreno

Toda a obra está orçada em R$ 87 milhões, oriundos do Ministério da Educação – foto: Ione Moreno

A primeira etapa do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) será entregue nos primeiros dias de novembro. A informação foi dada ao portal EM TEMPO pelo superintendente da unidade hospitalar, Rubens Junior, na manhã desta quarta-feira (24).

Ainda de acordo com o superintendente, os meses que antecedem a entrega do HUGV à população vão servir para instalação e teste dos novos equipamentos adquiridos pelo hospital. Além disso, em alguns dias, um pregão eletrônico – cujo termo de referência já está composto – será realizado para a escolha da empresa responsável pela limpeza do HUGV.

“A construtora passa a obra para nossa administração e entramos com os testes. E antes de receber a população, temos que fazer uma limpeza que segue os padrões da Anvisa [Agência Nacional de Vigilância Sanitária]. A partir de então entramos com mobiliários e com o número mínimo de pacientes para evitar maiores riscos nesta transferência”, explicou Rubens.

A partir da entrega desta etapa, as obras da segunda parte do hospital serão iniciadas e têm previsão de entrega para 2018. Conforme o superintendente, a reformulação da unidade de saúde deve seguir o modelo apresentado antes da demolição: em uma área construída de 34.660 metros quadrados, o HUGV terá 13 pavimentos, garagens com capacidade para 420 veículos e heliporto. O local de pouso e decolagem de helicópteros também passará por testes realizados pela Agência Nacional de Aviação (Anac) antes do HU ser entregue totalmente à população.

Toda a obra está orçada em R$ 87 milhões, oriundos do Ministério da Educação (MEC).

Equipamentos de ponta

Equipamentos de videocirurgia, salas de raios-X telecomandados, ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia, mamografia e endoscopia digestiva irão compor a nova infraestrutura do hospital universitário.

“Estaremos com aparelhagens de última geração, prontos para atender as exigências de segurança hospitalar mas, também, atentos às questões de humanização no atendimento”, disse o superintendente.

Com a reformulação e nova adequação, o HUGV irá dobrar a capacidade física da estrutura antiga.

Rehuf

No dia 17 de agosto, o HUGV recebeu R$ 1.304.809,14 do Ministério da Saúde. A verba veio por meio do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) e, de acordo com o superintendente do hospital, serviu para pagar insumos e contratos atrasados, além de uma dívida “vultuosa” com a Eletrobras Distribuição Amazonas que, após acordo, fechou em cerca de R$ 700 mil.

Por Rosianne Couto

 

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir