Esportes

Primeira edição da Copa Norte de Arrancada deve movimentar as pistas de Iranduba em setembro

Competidores de arrancada prontos para o ‘ronco’ dos motores - foto: divulgação

Competidores de arrancada prontos para o ‘ronco’ dos motores – foto: divulgação

Muita aceleração e adrenalina estão por vir na pista Amazonas Dragway, localizada na estrada de Iranduba (a 13 quilômetros de Manaus). Trata-se da primeira edição da Copa Norte e Campeonato Amazonense de Arrancada. A competição reunirá os maiores pilotos da região e recordistas de nível nacional.


O evento é respaldado pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) e ocorrerá nos dias 3 e 4 de setembro. Pela primeira vez competições realizadas no Estado estará inclusa no calendário da entidade nacional.

Segundo um dos organizadores do evento, Carlos Osga, a Copa Norte de Arrancada é uma conquista para o esporte local. “Estamos extremamente felizes em sermos anfitriões dessa competição. Tudo isso reflete um trabalho seriíssimo realizado durante anos”, disse.

Recordistas

Recordista Juliano Bento esteve no pódio da 3ª etapa do VP Séries Brasileiro de Arrancada - foto: divulgação

Recordista Juliano Bento esteve no pódio da 3ª etapa do VP Séries Brasileiro de Arrancada – foto: divulgação

Juliano Bento é um dos pilotos ícones do evento. Ele é federado pelo Amazonas, o desportista detém recorde nacional da categoria Dragster Light. A façanha foi conquistada na noite do último domingo (21), na 3ª etapa do VP Séries Brasileiro de Arrancada, que ocorreu em Nova Santa Rita (RS). Com o tempo de 6s564, o piloto da equipe paulista Grid Race Team provou que é um dos grandes nomes da categoria mais rápida da modalidade no Brasil.

Para o coordenador do Campeonato Amazonense, Carlos Osga, Juliano é uma grande referencia do Estado. Pois demonstrou em nível nacional a potencialidade do esporte local. Juliano já havia batido o recorde nacional alcançando a marca de 6s424 na competição local, porém o tempo não era válido fora do Estado.

“Os recordes nacionais quebrados aqui não são reconhecidos em outras competições, por isso, o Juliano teve que ir a um campeonato brasileiro e mostrar o quão forte é o campeonato de arrancada no Amazonas”, explicou.

Com informações de assessoria

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir