Sem categoria

Presos suspeitos da morte de motorista em terminal de linha no Cidade de Deus

Lenekim e o comparsa que não teve o nome revelado foram presos na manhã desta sexta-feira (8) - foto: Janailton Falcão

Lenekim e o comparsa que não teve o nome revelado foram presos na manhã desta sexta-feira (8) – foto: Janailton Falcão

Policiais civis da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), com o apoio da Secretaria Executiva Adjunta de Operações (Seaop), prenderam na manhã desta sexta-feira (8) os suspeitos de terem matado o motorista de ônibus Márcio Gama da Silva, 37.

O crime aconteceu na noite do dia 1º deste mês, durante um assalto no ponto final da linha 448, localizado nas proximidades do Jardim Botânico, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus.

O titular da Seaop, Orlando Amaral, confirmou a prisão dos suspeitos e falou que um deles é Lenekim Marinho de Lira, 23, apontado como o autor dos golpes, o outro suspeito não teve o nome divulgado.

Já o delegado Adriano Felix, titular da Derfd, não deu detalhes das prisões, e se limitou apenas informar apenas que a dupla será apresentada durante uma coletiva de imprensa na próxima segunda-feira (11), na sede da Delegacia Geral.

O crime

O motorista de ônibus, Márcio Gama da Silva, 37, da empresa Rondônia Transportes, foi morto com uma facada, durante um assalto no ponto de linha localizado nas proximidades do Jardim Botânico.

Conforme a polícia, os ônibus estavam parados, quando dois homens armados se aproximaram do local e anunciaram o assalto. O motorista estava no momento de descanso.

Testemunhas informaram que os dois assaltantes chegaram ao local por volta das 18h30. Na ocasião, eles levaram objetos pessoais e a renda dos cobradores. Após realizarem o arrastão, Marcio teria tentado reagir e os assaltantes o acertaram.

O motorista ainda foi socorrido e levado para o Hospital-Socorro Platão Araújo, na Zona Leste, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Por Mara Magalhães

 

 

1 Comment

1 Comment

  1. ARLETE TELES

    9 de janeiro de 2016 at 00:40

    Espero que a justiça dessa vez deixe ele preso por 200 anos em regime fechado, que é pra ele refletir o mal que ele causou , e se arrepender de como é bom ser livre e sem problema com justiça. Uma pessoa de boa indole procura estudar e trabalhar, não sai roubando e matando furtando os objetos de quem trabalha honestamente , vagabundo, só queria usar cordão e pulseira de ouro, esse tipo de pessoas nasceu só pra da prejuízo pra sociedade e pra justiça. Só queria que as Leis desse país funcionasse como nos outros países ex. Indonésia, Estados Unidos e outros, pior não poderia ficar, alguma coisa mudaria, no Brasil quem esta vivendo bem são os traficantes, assaltantes, e políticos corruptos, acabou a nossa privacidade de andar na rua, de sair de casa e andar de madrugada e ficar conversando com os amigos certas horas etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir