Sem categoria

Preso trio que matou idoso a facadas na última sexta, no Tarumã

Os homens foram autuados por homicídio qualificado por motivo fútil, emboscada e por ocultação de cadáver - foto: Ana sena

Os homens foram autuados por homicídio qualificado por motivo fútil, emboscada e por ocultação de cadáver – foto: Ana sena

O pintor Denis Cordeiro da Silva, conhecido como ‘Porquinho’, 18, Eduardo da Silva Flores, o ‘Baleado’, 18, e Brendo Walenth Coutinho Feitosa, vulgo ‘kiko’, 19, foram apresentados na manhã desta quarta-feira (28), durante coletiva de imprensa realizada na sede da Delegacia Geral (DG), na Zona Oeste da cidade.

O trio é apontado pela polícia como autor do homicídio do descendente de holandês Johamnes Antonius Gerardus Christians, 60, que foi morto com mais de 10 facadas, na última sexta-feira (23), no ramal da Piçarreira, bairro Tarumã, Zona Oeste.

A prisão dos suspeitos ocorreu na noite de segunda-feira (26), durante uma ação conjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) com a Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv). Denis foi preso em um posto de combustível, situado na avenida Torquato Tapajós, no bairro Novo Israel, Zona Norte, Eduardo e Brendo foram presos no Tarumã.

De acordo com o titular da DEHS, delegado Ivo Martins, o trio foi preso após o dono do sitio onde a vítima foi encontrada comparecer à Derfv, informando que o carro de Johamnes, que tinha sido roubado pelos suspeitos no dia fato, estar sendo anunciado em um site e vendas na internet, pela quantia de R$ 4 mil.

O delegado ainda informou que após as informações, a equipe de investigação da DEHS identificou que o veículo estava sendo oferecido pelo ‘Porquinho’.

“Quando identificamos quem estava oferecendo o carro, membros da equipe de investigação se passaram por comparadores e marcaram um encontro com o suspeito, em um posto de combustível, onde ele foi preso”, disse o Martins.

Após ser preso, Denis levou os policiais até a casa dos comparsas. A faca que foi usada no crime foi encontrada com ‘Baleado’. A polícia informou que os três confessaram a autoria do homicídio.
Segundo a polícia, os suspeitos foram informados que a vítima ia receber uma quantia em dinheiro, a partir dessa informação eles foram até ao um bar onde o homem estava e ficaram observando. No momento que Johamnes estava voltando para o sitio onde morava, o trio derrubou uma arvore na estrada, para impedir que a vítima passasse.

No momento que ele parou o carro para tentar retirar a madeira, os homens o abordaram e Eduardo desferiu as facadas. Após matar a vítima eles amarram os pés e as mãos e em seguida enterram o corpo.

Em depoimento, Denis e Brendo falaram que somente ajudaram a carregar o corpo. Já Eduardo disse “ele era um estuprador e safado, por isso ele morreu, eu vi ele estuprando uma menina de 12 anos e revolvi matá-lo. Me arrependo porque deveria ter ligado para a polícia”, explicou o suspeito.

Os homens foram autuados por homicídio qualificado por motivo fútil, emboscada e por ocultação de cadáver. Após procedimentos serão levados a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro.

Por Mara Magalhães

Colaborou Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir