Dia a dia

Preso técnico de informática que fornecia drogas para a Zona Leste

Mauro estava sendo investigado desde o mês de maio deste ano por fornecer drogas para locais utilizados como “boca de fumo”, em bairros da Zona Leste - foto: divulgação

Mauro estava sendo investigado desde o mês de maio deste ano por fornecer drogas para locais utilizados como “boca de fumo”, em bairros da Zona Leste – foto: divulgação

O técnico em informática Mauro Suçuarana Peres, 33, envolvido com o tráfico de drogas, foi apresentado na tarde desta terça-feira (24) no auditório da Delegacia Geral de Polícia Civil. Mauro foi preso na segunda-feira (23), por volta das 21h, enquanto saía de um condomínio de luxo na avenida Grande Otelo, bairro Parque Dez de Novembro, Zona Centro-Sul. Além de tráfico, o homem cometeu crimes como porte ilegal de arma de fogo e receptação.


O delegado da 3ª Seccional Leste, Pablo Geovanni, informou que Mauro estava sendo investigado desde o mês de maio deste ano por fornecer drogas para locais utilizados como “boca de fumo”, em bairros da Zona Leste.

“Vínhamos efetuando, desde o início do ano, pequenas prisões relacionadas ao tráfico de drogas na Zona Leste e verificamos que os entorpecentes eram oriundos de locais situados em outras zonas da cidade. Um deles seria o apartamento pertencente a Mauro, onde a ex-companheira dele, Raquel Paiva Viana, de 25 anos, vivia. No dia 7 de outubro deste ano, no mesmo local, foram apreendidas armas de fogo, munições, dinheiro e uma balança de precisão”, afirmou Geovanni.

O delegado explicou que, no curso das investigações, foi cumprido na referida data mandado de busca e apreensão no imóvel. Durante a ação os policiais encontraram em um quarto, que estava trancado, pouco mais de R$ 29 mil em espécie, uma espingarda calibre 22, cujo cano estava cerrado; um revólver calibre 38, furtado de um policial federal; 12 munições, calibre 20, além de uma balança de precisão.

Na ocasião, segundo o delegado, Raquel teria declarado que o material apreendido pertencia a Mauro, que não estava no local. Na época, a mulher foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, guarda de petrechos para preparação de drogas e receptação. Atualmente ela responde ao processo em liberdade.

“Após as apreensões nós representamos mandado de prisão preventiva em nome de Mauro, expedido no dia 19 de outubro deste ano, pela juíza da 2ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute), Rosália Guimarães Sarmento. Na noite de ontem efetuamos a prisão do infrator, que estava na companhia de Raquel”, argumentou Geovanni.

Mauro foi indiciado por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, guarda de petrechos para preparação de drogas e receptação. Ao término dos procedimentos cabíveis ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Com informações da assessoria

1 Comment

1 Comment

  1. Bela

    24 de novembro de 2015 at 20:10

    E daqui a pouco estará respondendo em liberdade também, assim como a companheira está, porque o Brasil com leis frouxas! A polícia prende e a “justiça ” solta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir