Dia a dia

Preso segundo suspeito de envolvimento no assassinato de mãe e filha em Coari

Silma Fialho foi atingida com quatro tiros na cabeça e um no abdômen, Suelen Fialho foi atingida com um tiro no tórax - foto: reprodução/Facebook

Silma Fialho foi atingida com quatro tiros na cabeça e um no abdômen, Suelen Fialho foi atingida com um tiro no tórax – foto: reprodução/Facebook

Jefferson de Melo Barreto, 22, conhecido como ‘Som’, se apresentou na tarde dessa segunda-feira (19), na sede da Delegacia Interativa de Polícia (DIP), de Coari (a quilômetros de Manaus). Ele é suspeito de participar do homicídio que vitimou Silma Fialho Muniz, 43, e sua filha, Suelen Fialho Muniz, 24, ocorrido no dia 14 deste mês no município.

De acordo com o delegado de Coari, Mauro Duarte, o homem se apresentou na companhia de seu advogado. Assim que ele chegou na unidade policial foi cumprindo o mandado de prisão expedido pela justiça do município.

Em depoimento, Jefferson negou a autoria do crime e falou que conhece Edionei Menezes Farias, 24, vulgo ‘John’, preso um dia depois do homicídio, suspeito de atirar nas vítimas.

Além de Silma e Suelen, outras duas mulheres, irmã e avó das vítimas fatais, identificadas como Simonete Fialho Muniz, 51, e Maria Eunice Fialho, 76, foram atingidas com tiros nos braços e pernas.

A motivação do crime não foi revelada pelo delegado. Segundo ele, as investigações ainda estão sendo realizadas, pois agora a polícia procura o suposto mandate do assassinato, que não teve o nome divulgado, mas que já teve a prisão preventiva decreta.

“Falta a prisão do suposto mandante, mas já temos o mandando de prisão dele. Até amanhã ele será preso”, disse o delegado.

Jefferson foi atuado por duplo homicídio qualificado e por tentativa de homicídio. Após os procedimentos feitos na delegacia, ele será encaminhado à Unidade Prisional de Coari, onde ficará à disposição da justiça.

O crime

Conforme o delegado Mauro Duarte, as quatro mulheres, que pertencem à mesma família, estavam conversando na frente da casa de uma delas, quando Edionei e Jefferson, que estava em uma motocicleta, pararam em uma rua nas proximidades do local onde as vítimas estavam. ‘Jhon’ desceu do veículo e caminhou na direção das mulheres, enquanto o outro suspeito o aguardava na moto.

Ao se aproximar das vítimas, Edinei sacou um revólver e efetuou diversos disparos em direção às mulheres. Silma Fialho foi atingida com quatro tiros na cabeça e um no abdômen, Suelen Fialho foi atingida com um tiro no tórax, ambas morreram no local.

O delegado informou que Simonete Fialho relatou em depoimento que ela reconheceu o Edionei e Jefferson, pois o atirador mora próximo da casa de sua mãe, Maria Eunice e que na ocasião do crime, o local do fato estava bem iluminado.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir