Dia a dia

Preso segundo envolvido na morte de sargento da FAB em Manaus

Wenderson será interrogado na tarde de hoje sobre a participação no crime - foto: divulgação/PC

Wenderson será interrogado na tarde de hoje sobre a participação no crime – foto: divulgação/PC

Wenderson Matos da Silva, 22, suspeito de atirar no sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) Melquisedeque Paixão Dias, 33, se apresentou acompanhado de um advogado na manhã desta quinta-feira (9) na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Zona Leste da cidade.

O suspeito é primo do soldado da Aeronáutica Brendo Silva da Silva, 22, que foi preso na tarde de terça-feira (7) e confessou a participação no assassinato do sargento, ocorrido na última segunda-feira (6), no Centro de Manaus.

A motivação, segundo Brendo foi uma dívida de R$ 3,2 mil que tinha com a vítima.
Segundo o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, Wenderson será interrogado na tarde de hoje sobre a participação no crime.

Durante o depoimento, Brendo disse que sargento estava fazendo cobranças constantes e chegou até a ameaçá-lo, caso não pagasse a dívida. No dia do crime, o soldado já havia informado à vítima que iria pagar o débito e Melquisedeque passou na Base Área para pegá-lo. O suspeito estava na companhia do primo Wenderson Matos da Silva.

Os dois entraram no veículo da vítima e seguiram para o Centro. No decorrer do caminho, Brendo informou que só tinha a quantia de R$ 500, o que deixou o sargento revoltado. Houve uma discussão entre eles e a vítima deu dois tapas no rosto do soldado, iniciando com ele uma luta corporal dentro do carro.

Durante a briga, Wenderson teria efetuado o tiro na vítima. Após o crime, a dupla fugiu a pé.

Por equipe EM TEMPO Online

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir