Sem categoria

Preso segundo envolvido em latrocínio de advogado paraense em Manaus

Mauro César foi autuado por latrocínio e  será encaminhado a Cadeia Raimundo Vidal Pessoa – foto: divulgação/PC

Mauro César foi autuado por latrocínio e será encaminhado a Cadeia Raimundo Vidal Pessoa – foto: divulgação/PC

Mauro César Machado Albano, conhecido como ‘Frexeca’, 26, foi apresentado na manhã desta sexta-feira (18), na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). Ele é apontado pela polícia como o autor do latrocínio (roubo seguido de morte) do advogado paraense Jackson Souza e Silva, 45, ocorrido no dia 24 de janeiro deste ano, no bairro Redenção, Zona Oeste da cidade.

O homem foi preso na manhã de ontem (17), em cumprimento a mandado expedido pelo juiz da 3ª Vara do Tribunal do Júri, Mauro Moraes Antony. O suspeito foi chamado para comparecer na sede do 17º Distrito Integrado de Polícia (DIP), para prestar um depoimento sobre outro caso e, ao chegar ao local, foi constato que ele tinha um mandado de prisão em aberto por latrocínio.

De acordo com o delegado titular da DEHS, Ivo Martins, na ocasião do crime, a vítima estava saindo de um táxi, no bairro Redenção, quando Mauro, juntamente com um comparsa, identificado como Wellington da Silva Correia, 20, que já se encontra preso, se aproximaram dele e anunciaram o assalto. O advogado reagiu e foi atingido com um disparo de escopeta na axila.

A vítima era presidente da Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Parauapebas, no Pará (PA).

Ivo Martins informou que, desde o dia em que o crime ocorreu, a equipe de investigação ouviu muitas pessoas a fim de identificar aos autores, chegando a ir, inclusive, à cidade natal da vítima, no Pará.

Os investigadores da especializada cogitavam a possibilidade de Jackson ter sido executado, uma vez que ele recebia ameaças de morte, porém, essa informação foi negada pelo delegado. “Descartamos a possibilidade de ele ter sido executado, esse crime foi um latrocínio” finalizou Martins.

Mauro César foi autuado por latrocínio e, após os procedimentos cabíveis, será encaminhado a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus.

Por equipe EM TEMPO Online

Com informações de Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir