Dia a dia

Preso por matar companheira com 7 facadas, homem diz que viu uma ‘sombra preta’ atrás dela

Juraci foi preso na comunidade Tigre, município de Rio Preto da Eva - foto: Ana Sena

Juraci foi preso na comunidade Tigre, município de Rio Preto da Eva – foto: Ana Sena

O canoeiro Juraci de Souza Gomes, vulgo ‘Novato’, 38, foi apresentado na manhã desta quinta-feira (10), na Delegacia Especializada de Homicídios e Sequestros (DEHS), como assassino da companheira, Elizângela Rodrigues Arcanjo, 35, a quem matou com sete facadas, no dia 6 de fevereiro deste ano.

Juraci foi preso ontem (9), na comunidade Tigre, município de Rio Preto da Eva. Em depoimento, ele relatou que, no dia do crime, estava consumindo bebidas alcoólicas desde as 17h e por volta das 21h foi para casa. Embriagado, percebeu quando a companheira estava acordada e, ao chegar perto da vítima, viu uma sombra preta atrás de Elizângela.

“Não me lembro porque estava bêbado, só sei que vi uma sombra preta atrás dela, peguei uma faca e acabei esfaqueando a minha mulher”, disse. ‘Novato’ afirmou ainda que ele e a companheira brigavam com frequência porque a vítima tinha muito ciúmes dele.

Arrependido, o suspeito afirmou que já foi usuário de drogas, mas que no momento do crime não estava drogado. “Peço perdão à família e a Deus pelo que fiz. Eu me arrependo, e fugi logo que a matei porque fiquei com medo”, comentou.

O titular DEHS, Ivo Martins, informou que ‘Novato’ já tinha tentando matar a companheira várias vezes e, numa dessas vezes, chegou a amarrar uma pedra no pescoço dela e jogar no rio.

“Uma vizinha contou para a polícia que ele agredia a companheira com frequência e Elizângela já tinha registrado várias denúncias contra o companheiro na delegacia da mulher”, informou.

Por Ana Sena

Comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Subir